Macík vence novamente nos caminhões no Dakar em especial interrompida por chuva

O tcheco Martin Macík venceu a terceira especial do Rali Dakar 2023 nos caminhões disputada nesta terça-feira. A etapa foi encurtada por conta das condições climáticas que impediam o helicóptero de sobrevoar o trecho final

3ª especial: Alula – Ha’il
Deslocamento: 221 km
Trecho cronometrado: 447 km
Percurso total: 668 km
Trecho percorrido: 377 km

Martin Macík, da MM Technology, venceu a terceira especial do Rali Dakar 2023 realizada nesta terça-feira (3) com o tempo de 4h3min3s. A etapa foi encerrada antes do previsto por conta do mau tempo na Arábia Saudita que impediu que o helicóptero sobrevoasse o trecho final e garantisse a segurança dos pilotos. Assim, apenas 377 dos 447 quilômetros foram completados.

Relacionadas

Macík terminou com pouco mais de quatro minutos de vantagem para o compatriota Jaroslav Valtr, da Tatra Buggyra. O holandês Mitchell van den Brink, da Team de Rooy, completou o pódio com o tempo de 4h7min11s.

Líder da categoria, o também tcheco Ales Loprais, que venceu a segunda especial, fechou na quarta posição e manteve a liderança geral. Martin van den Brink completou os cinco primeiros, a frente de Martin Soltys, Janus van Kasteren e Igor Bouwens.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Ales Loprais segue na liderança dos caminhões (Foto: Dakar)

O holandês Gert Huzink, da equipe Riwald, chegou a liderar com quatro minutos de vantagem até o quilômetro 335, mas acabou apenas na nona posição. Vaidotas Paskevicius completou o top-10 de um terceiro dia de especial conturbado.

Os pilotos que não atingiram o último ponto de checagem vão ter seus tempos definidos por uma média calculada a partir dos intervalos dos primeiros pontos de medição.

O Dakar retorna nesta quarta-feira com a primeira das duas especiais em Ha’il, que terá 425 km de percurso e 573 no total contando o deslocamento.