FIA revela "sonho de ter 12 equipes" na F1 e assume: "Número atual de corridas é alto"

Presidente da FIA, Mohammed Ben Sulayem voltou a fazer campanha pela entrada da Andretti na F1 e afirmou que é "muita corrida para pouca equipe" atualmente na categoria

A FIA segue empenhada em conseguir a entrada da Andretti na F1. A entidade, que já aprovou a equipe americana, agora fala no sonho de ter 12 equipes na categoria e aponta o que entende ser um problema muito maior do que seria a adição de novos times: o calendário cada vez mais amplo.

Mohammed Ben Sulayem, presidente da FIA, explicou que o papel da entidade é tornar a F1 uma categoria de mais equipes e fabricantes e que, por mais que entenda a preocupação dos times atuais com a natural redução de receitas em uma divisão por 11, acredita que o problema atual do campeonato passa pelo calendário inchado.

Relacionadas

"Os circuitos precisam ter garagens suficientes para receber 12 equipes. Hoje acho que temos muitas corridas, quando deveríamos ter mais equipes. Os times estão preocupados com as fatias do bolo do dinheiro que vão receber. Entendo as preocupações deles, mas as nossas são diferentes e não podemos forçar a Andretti a comprar outra equipe", disse Ben Sulayem à agência de notícias Reuters.

A FIA sonha com 12 equipes na F1 (Foto: Mark Thompson/Getty Images/Red Bull Content Pool)

O dirigente emiradense ainda admitiu que há uma possibilidade, sim, da Andretti correr sem acordo comercial, o que seguraria as receitas dos times atuais. Ben Sulayem, no entanto, não quer que isso aconteça e ainda vai atrás de uma 12ª equipe nos próximos anos.

"Esperamos que não, mas pode ser que aconteça, sim. O papel da FIA é trazer mais fabricantes, procurar por isso. Não podemos rejeitar elas. Nos meus sonhos, teríamos 12 equipes, um time americano de construtora, fabricante de motor, piloto. E talvez depois ir na China e tentar a mesma coisa", completou.

A F1, por enquanto, segue com dez equipes, mesmo com a entrada da Audi, já que a alemã pega a vaga que hoje pertence à Alfa Romeo. O calendário de 2024 é de recorde de etapas: vão ser 24 provas entre 2 de março e 8 de dezembro.

Fórmula 1 volta daqui a duas semanas, entre os dias 20 e 22 de outubro, em Austin, com o GP dos Estados Unidos, o primeiro da última perna tripla da temporada. E o GRANDE PRÊMIO acompanha tudo.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!