Confira declarações dos pilotos após treinos livres do GP da Holanda de F1 2023

Por apenas 0s023, Lando Norris estragou a festa holandesa ao bater Max Verstappen e ficar em primeiro lugar no TL2. Sessão também ficou marcada por fratura de Daniel Ricciardo

Lando Norris colocou de água no chopp holandês ao bater Max Verstappen por apenas 0s023 e terminar com o melhor tempo o TL2 do GP da Holanda. Nesta sexta-feira (25), além do britânico da McLaren, Alexander Albon, da Williams, em terceiro, e Yuki Tsunoda, em quinto, também surpreenderam na segunda sessão de treinos livres em Zandvoort. Em quarto, Lewis Hamilton, da Mercedes, completou o top-5.

Mas o fato que chamou a mais atenção no primeiro dia de atividades da 13ª etapa da Fórmula 1 2023 foi a batida de Oscar Piastri na barreira de proteção da curva 3 e, logo na sequência no mesmo ponto, o acidente de Daniel Ricciardo, que se viu obrigado a desviar do compatriota da McLaren para evitar a batida em "T". Com uma fratura no metacarpo, Ricciardo está fora do fim de semana e será substituído por Liam Lawson.

O estranho acidente de Piastri e Ricciardo (Vídeo: DAZN ES)

Relacionadas

Com o movimento surpresa, o australiano da AlphaTauri quebrou o punho esquerdo e será submetido a uma cirurgia. Para substituir Ricciardo no GP da Holanda, a equipe de Faenza chamou Liam Lawson, piloto reserva da escuderia italiana.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqu
i!

Após o incidente de Piastri e Ricciardo, o top-10 do TL2 do GP da Holanda foi completado por Pierre Gasly, da Alpine, em sexto, Sergio Pérez, da Red Bull, em sétimo, Lance Stroll, da Aston Martin, em oitavo, Valtteri Bottas, da Alfa Romeo, em nono, e Fernando Alonso, também da Aston Martin, em décimo.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP da Holanda, em Zandvoort, 13ª etapa da temporada 2023. No sábado e no domingo, classificação e corrida também contam com transmissão em SEGUNDA TELA, NA GPTV, EM PARCERIA COM A VOZ DO ESPORTE. No sábado, o dia começa com o TL3, às 6h30 (de Brasília, GMT-3), seguido pela classificação, às 10. No domingo, a largada também está marcada para as 10h.

Confira as declarações dos pilotos após os treinos livres do GP da Holanda:

Lando Norris, primeiro: Norris se empolga com TL2 e vê McLaren na briga por pole na Holanda: “Tudo próximo”

Max Verstappen, segundo: Verstappen vê TL2 “complicado” em Zandvoort e revela insatisfação com equilíbrio

Alexander Albon, terceiro: Albon confia em “ritmo forte” da Williams após top-3 no TL2 da Holanda: “Bem otimista”

Lewis Hamilton, quarto: Hamilton vê Mercedes competitiva em Zandvoort: “Vou me agarrar a isso”

Yuki Tsunoda, quinto: Tsunoda admite surpresa com ritmo da AlphaTauri na Holanda: “Não esperava”

Pierre Gasly, sexto: Gasly vê sexta-feira “muito positiva” com 6º lugar na Holanda: “Ótimo começo”

Sergio Pérez, sétimo: Pérez vê “grid próximo” e mira classificação “perfeita” no GP da Holanda

Lando Norris marcou o tempo mais rápido desta sexta-feira (Foto: McLaren)

Lance Stroll, oitavo: "Estou me sentindo bem após o primeiro dia de treinos. Tivemos poucas voltas no TL1 devido a um problema na unidade de potência, o que é uma pena, pois Zandvoort é uma pista excelente e muito divertida. Mas a equipe resolveu rapidamente o problema, então pude voltar para a segunda sessão. Precisamos analisar os dados durante a noite para avaliar as melhorias e voltar amanhã para continuar nosso programa."

Valtteri Bottas, nono: "É uma sensação boa estar de volta à pista, especialmente em uma pista desafiadora e intensa como essa. Este é um circuito apertado, com pouco espaço e muita areia fora da linha ideal, o que pode tornar a classificação interessante, quando precisa dar um pouco de espaço para os outros. Era importante começar com o pé direito, e a primeira impressão com o carro não é ruim: sabemos que, em uma pista tão curta, as margens serão pequenas, mas acredito que estamos lá ou perto disso, com velocidade para estar entre os dez primeiros."

Fernando Alonso, décimo: Alonso aprova atualizações, mas pede que Aston Martin “otimize tudo” na Holanda

Charles Leclerc, 11º: Leclerc aponta dia difícil em Zandvoort, mas vê chances com pelotão apertado

Logan Sargeant, 12º: "É a minha primeira vez aqui em Zandvoort e está sendo ótimo! É uma montanha-russa, com certeza, e me lembra uma versão mais rápida de Mônaco. Foi uma sexta-feira bastante positiva, tivemos o carro em uma boa janela desde que o colocamos na pista pela manhã. As simulações de corrida parecem promissoras e estou me sentindo confortável. Estamos em uma boa posição e agora é questão de ajustes finos."

Leclerc ficou em 11º no TL2 em Zandvoort (Foto: AFP)

Esteban Ocon, 13º: "É bom estar de volta após a pausa de verão. Sem dúvida, senti falta de pilotar um carro de Fórmula 1. Zandvoort é sempre agradável, com a atmosfera incrível, e não foi diferente aqui hoje. Na pista, foi uma sexta-feira bastante direta, na qual nos concentramos no nosso programa, experimentamos algumas coisas diferentes e coletamos dados valiosos para amanhã e domingo. O carro se comportou bem e temos muito a revisar hoje à noite para estarmos em melhor forma na classificação. Estamos focados em nós mesmos e no que precisamos fazer para sair com um resultado positivo."

George Russell, 14º: Russell se diz “otimista” na Holanda mesmo com 14º lugar no TL2: “Das melhores sextas”

Guanyu Zhou, 15º: "A primeira impressão com a pista foi boa: perdemos um pouco de tempo no TL1 com algumas verificações técnicas, mas recuperamos todo o tempo perdido com um TL2 limpo, então estamos em uma boa posição para seguir em frente. Ainda há alguns ajustes finos a serem feitos, como sempre, e a margem está em uma faixa tão pequena que 0s1 ou 0s2 podem fazer uma diferença enorme. Mas o carro deu um passo à frente da primeira para a segunda sessão, então acredito que há potencial. O objetivo na classificação será lutar pelo Q3, a sessão de amanhã será complicada, dadas as características da pista, mas temos chances."

Carlos Sainz, 16º: Sainz lamenta sexta-feira da Ferrari na Holanda: “Não parecemos competitivos”

A escapada de Nico Hülkenberg no TL1 em Zandvoort (Vídeo: Reprodução/F1 TV)

Kevin Magnussen, 17º: "Acredito que as atualizações fizeram diferença. É mais uma melhoria em termos de aprimorar um pouco as características do carro, e acho que ajudou. Há muito trabalho a fazer, não acredito que isso vá nos tirar muito da posição em que estamos no momento, mas ainda assim é um passo, estou contente com isso. Parece que estamos lutando um pouco mais por ritmo desta vez, mas sempre há esperança e oportunidades, então veremos o que podemos fazer."

Nico Hülkenberg, 18º: "O TL2 correu sem problemas reais. O principal problema é não termos velocidade suficiente, e estamos buscando ritmo e equilíbrio, procurando melhorar o desempenho de verdade. [No TL1] não houve muitos danos, não foi algo grave que eu tenha tentado - foi apenas um pouco de velocidade a mais, um pouco de vento naquela situação, o equilíbrio dos freios estava um pouco exagerado para a traseira, e esses fatores combinados podem fazer você sair da pista. Essa é uma pista mais tradicional com brita, então não houve muitos danos, mas perdi um pouco de tempo na pista."

Oscar Piastri, 19º: Piastri culpa agressividade por acidente na Holanda e admite: “Ia acabar acontecendo”

Daniel Ricciardo, em 20º: Ricciardo quebra punho e perde GP da Holanda. Lawson estreia na AlphaTauri