Confira declarações dos pilotos após classificação do GP da Hungria de F1 2023

Lewis Hamilton voltou à pole pela primeira vez em mais de um ano e larga à frente de Max Verstappen, encerrando a sequência do holandês em 2023

O roteiro da classificação para o GP da Hungria acabou diferente das últimas provas, mas por pouco. Neste sábado (22), Lewis Hamilton voltou a fazer uma pole-position com a Mercedes, quebrando uma escrita que durava 594 dias sem o heptacampeão largar na posição de honra. Com o tempo de 1min16s609, o inglês foi apenas 0s003 mais rápido que Max Verstappen, que sairá em segundo após cinco provas seguidas partindo da primeira posição. Logo atrás do holandês estará Lando Norris, confirmando a evolução da McLaren.

A equipe de Woking ainda tem mais a celebrar, já que seu outro piloto, Oscar Piastri, garantiu o quarto lugar no grid. O australiano ficou 0s066 à frente da grande surpresa do dia, Guanyu Zhou, que conquistou sua melhor posição de largada na carreira. Atrás do chinês temos Charles Leclerc e Valtteri Bottas - outro assombro da classificação. Fernando Alonso, Sergio Pérez e Nico Hülkenberg fecharam o top-10.

Relacionadas

Carlos Sainz largará em 11º, evidenciando o dia ruim da Ferrari. Logo atrás do espanhol ficaram Esteban Ocon e Daniel Riccardo, que conseguiu uma posição de largada melhor que seu companheiro de equipe, Yuki Tsunoda, em sua reestreia pela categoria. Em 14º ficou Lance Stroll seguido por Pierre Gasly, Alexander Albon e Tsunoda.

George Russell fez uma classificação muito apagada e largará apenas em 18° somente à frente de Kevin Magnussen e Logan Sargeant.

Fórmula 1 retorna neste domingo para a disputa do GP da Hungria, com largada prevista para as 10h (de Brasília, GMT-3). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da temporada 2023 AO VIVO e em TEMPO REAL. Antes, a partir das 9h40, o GP abre a transmissão em segunda tela no canal 1 do YouTube, em parceria com a Voz do Esporte.

Russell decepcionou na Hungria e larga em 18º (Foto: Mercedes)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Confira declarações de todos os pilotos após classificação na Hungria:

Lewis Hamilton, primeiro: Hamilton exalta força da Mercedes e celebra pole na Hungria: '1ª vez'

Max Verstappen, segundo:  Verstappen culpa falta de equilíbrio do RB19 depois do 2º na Hungria

Lando Norris, terceiro:  Norris se diz 'decepcionado' por 3º da Hungria: 'Poderia estar na pole'

Norris conquistou mais uma posição entre os três primeiros (Foto: McLaren)

Oscar Piastri, quarto: Quarto no grid, Piastri valoriza ritmo da McLaren, mas admite 'volta não muito boa' no Q3

Guanyu Zhou, quinto: Zhou elogia 'carro competitivo' da Alfa Romeo e festeja 5º lugar no grid

Charles Leclerc, sexto: Leclerc admite frustração com resultado e enfatiza: 'Trabalho a fazer'

Valtteri Bottas, sétimo: Bottas diz que 7º no grid é 'surpresa positiva' e festeja carro forte da Alfa Romeo na Hungria

Fernando Alonso, oitavo: Alonso põe pés no chão e nega pódio: 'Não somos rápidos o bastante'

Sergio Pérez, nono: Pérez minimiza nono no grid na Hungria: 'O que importa é a corrida'

Nico Hulkenberg, décimo: "Estou feliz! Todas as minhas voltas foram limpas e extraímos tudo o que podíamos delas. Infelizmente ficamos em 10º, pois não tínhamos mais ritmo. Estava um pouco preocupado no Q1 com o pneu duro indo para a classificação, não tinha certeza do que esperar, mas conseguimos sobreviver a isso. O Q2 foi muito bom, e depois simplesmente não tínhamos ritmo suficiente, mas toda ida ao Q3 para nós é positiva".

Sainz acabou ficando de fora do Q3 (Foto: Ferrari)

Carlos Sainz, 11º: Sainz se diz frustrado por cair no Q2 e admite: 'Sofri com pneus médios'

Esteban Ocon, 12º: "É uma sensação decepcionante não chegar ao Q3. Todas as equipes esperavam alguns desafios com o novo formato de classificação e isso certamente provou ser o caso. Nosso melhor momento era com o composto macio neste fim de semana, então é uma pena não termos conseguido chegar ao Q3 e ver onde poderíamos ter terminado. Há muitas coisas que temos de rever, mas, neste momento, vamos focar na corrida de amanhã e trabalhar para voltar aos pontos. Vamos precisar de um bom começo, de uma boa estratégia e estou confiante de que podemos garantir alguns pontos como equipe".

Daniel Riccardo, 13º: Ricciardo espera corrida 'divertida' na Hungria: 'Feliz por ser competitivo'

Lance Stroll, 14º: "Foi frustrante ter minha primeira volta no Q2 excluída devido aos limites de pista na curva 12. Estava forçando e é difícil saber onde está a linha, pois você não pode senti-la. O novo formato de classificação tornou as coisas um pouco mais desafiadoras, mas não me importei muito com isso, e é o mesmo para todos os pilotos. É um grid incrivelmente apertado, com margens pequenas entre todas as equipes, então amanhã vamos procurar aproveitar ao máximo todas as oportunidades que surgirem em nosso caminho".

Pierre Gasly, 15º: "Foi um dia frustrante para toda a equipe e é sempre uma sensação amarga não estar na parte final da classificação. O sistema de classificação hoje é o mesmo para todos, mas parecemos sofrer mais com os compostos mais duros, especialmente no aquecimento e colocar os pneus na temperatura correta no início da volta. Em termos simples, simplesmente não fomos rápidos o suficiente. Temos de manter o foco, continuar a trabalhar arduamente e encontrar formas de tornar o nosso carro mais rápido. O fim de semana não acaba até que a bandeira quadriculada seja agitada. Vamos ver o que podemos fazer na estratégia para recuperar algumas posições e vou dar tudo de mim na pista"

Alexander Albon, 16º: "Se você olhar para a classificação, não foi uma sessão ruim, pois estávamos bem no meio - um décimo teria nos movido algumas posições acima. É frustrante estar tão perto do Q2, mas isso representa mais o nosso ritmo geral. Mostra que estamos progredindo, mas também é bom vir a pistas como essa, pois nos ajuda a entender nosso carro e destacar os problemas. Até os compostos foram contra nós, acredito que como os pneus mais duros têm menos aderência, então os macios tendem a esconder nossos problemas, enquanto outros nos expõem mais. Seria sempre complicado, mas, em última análise, acredito que a alocação alternativa de pneus nos penaliza mais do que as equipes de ponta que podem economizar e estar mais bem preparadas para o domingo".

Daniel Ricciardo ficou contente com o resultado obtido na classificação na Hungria (Foto: Red Bull Content Pool)

Yuki Tsunoda, 17º: "Ser eliminado do Q1 é difícil e estou desapontado. Não consegui melhorar e perdi o Q2, não terminei na posição que queria, é uma pena. O ritmo estava lá, e sinto que demos um passo à frente com a nova asa traseira, simplesmente não consegui maximizar meu desempenho. É um bom aprendizado para o futuro, mas estou muito frustrado por ter perdido a oportunidade de melhorar minha performance. A alocação diferente de pneus que tivemos para a classificação desta semana foi divertida, mas desafiadora, porque tornou as sessões de treinos mais difíceis, porém não afeta a corrida de amanhã. Pelo que vimos nos treinos, o ritmo de corrida parece ok, então espero poder ganhar o máximo de posições possível".

George Russell, 18º: Russell critica Mercedes após ficar no Q1: 'Não podíamos correr tanto risco'

Kevin Magnussen, 19º: "Foi uma classificação decepcionante para mim, não consegui encontrar o ritmo nas voltas rápidas nesta semana. Acho que simplesmente não consigo ter confiança no carro nessa situação – em ritmo de corrida com mais combustível, é uma história diferente. Vendo a performance do carro, com Nico [Hülkenberg] fazendo o Q3, é claro que é decepcionante não ser capaz de também extrair isso. Sinto mais confiança para corrida, mas, novamente, nós, como equipe, também temos limitações. A alocação de pneus não fez diferença para mim, é igual para todos. Amanhã vamos tentar tirar algo da cartola".

Logan Sargeant, 20º: "Acho que se tudo tivesse corrido perfeitamente, tínhamos a chance de ir para o Q2 hoje, mas foi uma volta confusa. Foi difícil ir direto para a classificação com o pneu duro, já que nenhum de nós tinha usado o composto neste fim de semana e não foi fácil fazer uma volta rápida. Embora tenha certeza de que todos tiveram dificuldades, estou principalmente frustrado comigo mesmo. Estive bem durante todo o fim de semana e sinto que tínhamos ritmo para fazer algo bom. Com o formato de pneus neste fim de semana, tivemos de limitar o tempo de pista. Em termos de estratégia amanhã, estaremos bem, pois economizamos um jogo de compostos duros. Temos os pneus de que precisamos para a corrida, então espero que isso jogue a nosso favor".