Leclerc assume tática de pneus no Q3 por "chuva que nunca veio" em Interlagos

Charles Leclerc não escondeu a frustração por ficar apenas em décimo no grid da sprint race em Interlagos e disse que vai conversar com a Ferrari para traçar a melhor estratégia para a corrida curta de sábado

De todos os pilotos que passaram para o Q3, Charles Leclerc decidiu confiar 100% na previsão de chuva para a parte final da classificação desta sexta-feira (11), em Interlagos, e ousou na estratégia: enquanto os rivais foram à pista com pneus slicks, o monegasco assumiu o risco junto com a Ferrari e já partiu calçado com os intermediários.

Ao final, a estratégia não se mostrou de todo errada, mas Leclerc errou o timing da mudança de tempo. Ou seja, quando a chuva, de fato, caiu sobre Interlagos, outros pilotos já haviam registrado tempos melhores com pneus para pista seca, e o ferrarista ainda viu a bandeira vermelha causada por George Russell atrapalhar qualquer tentativa de melhora de posição.

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Charles Leclerc larga em décimo na sprint race em Interlagos (Foto: AFP)

Visivelmente abatido com a décima colocação, Leclerc dividiu a responsabilidade com a Ferrari pela tática de pneus. "Aceitei a decisão de ir à pista com os intermediários e então esperei por uma chuva que nunca veio", disse o #16 após a classificação.

"Esperamos por uma chuva que nunca veio. Vou conversar com a equipe para entender o que pode ser feito de melhor nessas condições, mas estou extremamente decepcionado, o ritmo estava lá", salientou o piloto, que ficou em terceiro no Q2.

"Agora precisamos ir para cima e dar todo o melhor no resto do fim de semana", concluiu.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL e cobre o GP de São Paulo de Fórmula 1 ‘in loco’ com Ana Paula Cerveira, André Netto, Evelyn Guimarães, Felipe Leite, Gabriel Curty, Luana Marino, Rodrigo Berton, Pedro Henrique Marum e Victor Martins.