Martín indica permanência na Pramac em 2024: "Não vejo razão para mudar"

Jorge Martín indicou que está feliz e quer permanecer com a Pramac na MotoGP 2024. Além disso, Paolo Ciabatti, diretor-esportivo da Ducati, confirmou que a marca seguirá com oito motos no grid

Após a vitória na Alemanha — e a disputa belíssima com Francesco Bagnaia —, Jorge Martín indicou que seguirá na Pramac na temporada 2024 da MotoGP. No ano passado, o piloto espanhol indicou várias vezes a vontade de subir à equipe de fábrica da Ducati, que por sua vez, escolheu Enea Bastianini. Agora, ele se mostra contente em completar mais um ano na satélite.

"Estou feliz onde estou", disse ele. "Não vejo razão para mudar. Tenho uma moto de fábrica e uma equipe incrível que está pressionando por mim. Sinto que 2024 deve ser o mesmo", completou.

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Jorge Martín e Francesco Bagnaia na Alemanha (Foto: Gold & Goose/ Red Bull Content Pool)

Além disso, Paolo Ciabatti, diretor-esportivo da marca italiana, confirmou que irão permanecer com oito motor no grid para o ano que vem, mas nada oficial ainda.

"Ainda não assinamos nada, mas concordamos com a Gresini para continuar. Na próxima temporada haverá oito Ducati e depois veremos em 2025", colocou Ciabatti.

O time de Nadia Padovani é o único que não tem contrato com a Ducati para além de 2023. A continuidade, no entanto, faz sentido pelo sucesso da Desmosedici nos últimos dois anos.

MotoGP volta às pistas já no próximo final de semana, de 23 a 25 de junho em Assen, para a disputa do GP da Holanda. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial e Motovelocidade 2023.