Torres desbanca Garzó e garante pole-position da MotoE na Alemanha. Granado é 3º

Jordi Torres desbancou Hector Garzó já com o cronômetro zerado e garantiu a posição de honra para a rodada da Alemanha da MotoE. Eric Granado ficou com o terceiro melhor tempo

Jordi Torres conquistou a pole-position para as corridas da etapa da Alemanha da MotoE. O piloto assegurou a posição de honra ao virar 1min34s601 já com o cronômetro zerado, superando Hector Garzó em 0s174.

A classificação só foi decidida nos instantes finais, com uma troca intensa de posições entre Eric Granado, Garzó, Hiraki Okubo e Torres. A menos de 1min minuto para o final, o brasileiro conseguiu pular para a liderança, mas foi superado por Torres imediatamente, que cravou 1min34s954.

Relacionadas

Só que Garzó ainda achou um tempo 0s179 mais rápido, o que daria ao piloto o direito de largar na posição de honra. Com o cronômetro zerado, no entanto, Torres recuperou a pole-position ao virar 1min34s601. Granado assegurou o terceiro melhor tempo, atrás de Garzó.

A MotoE volta à pista de Sachsenring neste sábado para a disputa das duas corridas do final de semana. A largada da primeira será às 7h15 (de Brasília, GMT-3), enquanto a segunda prova está marcada para às 11h10. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2023.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Nicholas Spinelli foi o mais rápido no Q1 da MotoE na Alemanha (vídeo: reprodução/MotoGP)

Confira como foi a classificação para a rodada da Alemanha da MotoE:

Se a chuva comprometeu os treinos de Moto3 e Moto2, o sol até chegou a aparecer na classificação das motos elétricas, porém a pista de Sachsenring ainda estava bastante molhada. Sem tempo a perder, portanto, os pilotos que ainda buscavam uma chance de brigar pela pole-position partiram logo para os dez minutos do Q1.

Manfredi foi o primeiro a registrar tempo e assinalou 1min41s859, marca que foi logo superada por Salvadori, porém Pons foi ainda melhor e colocou a moto #37 no topo com 1min40s093. Manfredi ainda conseguiu um tempo melhor, porém ficou a apenas 0s007 da marca de Pons.

A três minutos para o final, Pons e Manfredi eram os que passavam para o Q2, porém Spinelli conseguiu se colocar entre a dupla e jogou o #34 para o terceiro lugar — e, consequentemente, da parte final da classificação.

Com o cronômetro já zerado, Manfredi virou 1min37s760 e recuperou a liderança, porém o tempo não foi suficiente para se manter vivo na briga pela pole: Spinelli cravou 1min37s281 e garantiu a vaga no Q2, com um surpreendente Hikari Okubo passando a concorrência no final e pegando o segundo lugar.

Após um rápido intervalo, o pit-lane foi liberado para a briga decisiva pela posição de honra, agora com Granado no grupo. O primeiro tempo a ser batido, no entanto, foi 1min40s488 de Garzó, mas a marca foi fulminada pelos adversários um a um, primeiro o próprio Eric virando 1min39s726 até chegar em Spinelli, com uma impressionante volta em 1min37s644.

Havia, porém, tempo para um giro ainda melhor, e ele veio pelas mãos de Torres, que assinalou 1min36s449 como tempo da pole a ser batido.

Volte em instantes.