Dixon desbanca Acosta nos instantes finais e marca pole da Moto2 para GP da Índia

Jake Dixon levou a melhor no duelo particular com Pedro Acosta em Buddh e ficou com a pole para o primeiro GP da Índia da Moto2. Tony Arbolino, outro postulante ao título, ficou em sétimo

Jake Dixon é pole do GP da Índia da Moto2! O piloto britânico superou Pedro Acosta no final ao cravar 2min01s924, deixando o líder do campeonato só 0s032 atrás.

Com Acosta em segundo, Sergio García apareceu 0s268 distante do líder para fechar a primeira fila. Zonta Van den Goorbergh e Darryn Binder vêm na sequência.

Jake Dixon andou forte na classificação em Buddh (Foto: Aspar)

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Alonso López, Tony Arbolino, Joe Roberts, Somkiat Chantra e Celestino Vietti completam o top-10.

A largada do primeiro GP da Índia da Moto2 no acontece às 5h15 (de Brasília) deste domingo (24)GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2023.

Confira como foi a classificação da Moto2 em Buddh:

Q1: Com pista molhada, surpresas avançam na classificação

Depois da chuva, a temperatura caiu para 26ºC e a pista, molhada, estava com 30ºC. Assim que a luz verde pintou, todos os pilotos do Q1 saíram dos boxes em busca das melhores voltas. Lukas Tulovic foi a única ausência e está fora da prova após um forte acidente sofrido no TL3.

Sergio García fez 2min05s775 e foi o primeiro a liderar a sessão. Darryn Binder também andou forte e pulou para a asegunda colocação.

A 6 minutos para o fim, Zonta van den Goorbergh fez 2min09s917 e ficou com a dianteira do treino. Barry Baltus foi para terceiro, acompanhado por Taiga Hada.

Goorbergh caiu na curva 1 nos minutos finais após perder a dianteira da moto, mas conseguiu se levantar e voltar para o treino. Logo atrás, Binder voltou a andar bem e fez o quarto melhor tempo.

No fim, Baltus também foi ao chão na primeira curva. Mesmo assim, passou em terceiro, ao lado de Goorbergh, García e Binder.

Q2

A sessão começou já com a pista bem seca. Sergio García fez 2min04s211 e foi o primeiro a tomar a dianteira, seguido por Tony Arbolino. Na primeira tentativa, Jake Dixon foi apenas o sexto e Pedro Acosta não passou do sétimo lugar.

A 8 minutos para o fim, Zonta van den Goorbergh voou e fez 2min03s160, assumindo a liderança. Dixon também andou bem e foi para o quarto lugar.

Depois, foi a vez de Binder ser o primeiro, mas durou pouco. Pedro Acosta fez 2min02s823 para ser o primeiro. E as mudanças seguiram intensas, com Jake Dixon tomando a ponta por apenas 0s020.

Com a pista melhorando a cada volta, Acosta fez 2min01s956 e retomou a liderança, com Dixon na cola. García também evoluiu e foi para terceiro.

Após a bandeirada, Acosta fez 2min01s956 e ampliou a vantagem. De nada adiantou, Dixon voou no fim e fez 2min01s924 para tomar a pole do espanhol. García foi outro que se esforçou no fim, mas em vão, ficando em terceiro lugar.