Miller defende críticas a colegas e justifica: “Só quero a saúde do campeonato”

Jack Miller afirmou que as críticas que fez às constantes reclamações dos pilotos permanece, mas frisou que, ainda que o comentário também se refira a Marc Márquez, não foi apenas direcionado a ele

Jack Miller causou polêmica na semana passada ao disparar contra as constantes queixas de alguns dos colegas em relação às motos. Mas, em Assen, o australiano defendeu o teor dos comentários e justificou que está apenas pensando na “saúde do campeonato”.

Ainda em Sachsenring, Miller avaliou que os pilotos da KTM são o únicos que não reclamam da própria moto e que trabalham para melhorá-la, enquanto os outros seguem criticando os protótipos.

MotoGP-2023-Holanda-Assen-Quinta-Jack-Miller-Johann-Zarco-Marc-Marquez-1024x682.jpg" alt="" class="wp-image-698974" />
Jack Miller reiterou comentários diante de Marc Márquez (Foto: Divulgação/MotoGP)

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Somos os únicos que não estão reclamando da nossa moto e, de fato, estamos tentando fazer algo a respeito, arrumar. Os outros, tudo que fazem é jogar os brinquedos para fora do berço e dizer: ‘Minha moto é uma merda’. É simples assim”, disparou.

Ao responder um comentário de que “algumas motos são claramente piores”, o australiano disse: “Mas por que são uma merda? Porque são eles que fazem. Chutaram 99% dos engenheiros para ter os próprios engenheiros. Os caras deles estão lá. E agora estão fodidos e não conseguem nem passar de uma volta”.

“Então é algo que eles criaram. Todo mundo quer reclamar da própria moto, mas ninguém quer fazer nada a respeito. Cala a porra da boca e faz o trabalho. Você é pago para pilotar uma moto e não para ser a porra de uma princesa e reclamar da moto”, atacou.

As declarações, claro, repercutiram mundo à fora, o que resultou em novos questionamentos a Jack. Muita gente interpretou que a crítica foi direcionada a Marc Márquez, que abandonou o GP da Alemanha depois de sofrer a quinta queda no fim de semana e também se queixou da Honda. Além do #93, Fabio Quartararo e os pilotos da Aprilia também tem reclamado dos protótipos que guiam.

Questionado sobre a reação que sentiu em relação as declarações da semana passada, Miller respondeu: “A reação é que tem muito clickbait e bobagem. A maioria das pessoas sequer estavam na entrevista e nem sabem o que foi dito, mas aí você faz um caça-clique e ele se espalha desse jeito”.

“Mas é assim que é e o mundo em que vivemos. No fim das contas, só quero que a saúde do campeonato seja melhor e que todos sigam com seus trabalhos. É isso. Como eu disse, muitas pessoas não estavam lá”, seguiu.

Jornalistas que acompanharam a entrevista presencialmente, porém, atestam que as declarações de Miller foram publicadas dentro de contexto e com precisão nos mais variados veículos de imprensa.

Durante a coletiva de quinta-feira, Jack foi questionado sobre o que disse e defendeu a posição, admitindo, inclusive, que Marc Márquez era um dos alvos do comentário, mas não o único.

“Me fizeram uma pergunta adicional depois do que eu falei sobre vários pilotos. Não era apenas sobre Marc, mas todo mundo quer dizer que era sobre Marc”, declarou. “O que eu disse também era sobre Marc, mas foi sobre uma magnitude de pilotos, pois são muitos no momento”, insistiu.

“Entendo que ele tenha um momento difícil e entendo que não seja fácil, mas, para o esporte, para a saúde do esporte e das fábricas, ninguém quer ouvir isso o tempo todo”, concluiu.

MotoGP volta à pista às 10h (de Brasília) para o segundo treino do GP da Holanda. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial e Motovelocidade 2023.

Por que Marc Márquez cai tanto na MotoGP?