Quartarato pede sintonia para Yamaha evoluir em 2024: "Não estamos alinhados"

Fabio Quartararo segue incomodado com a situação interna da Yamaha e pediu que os pilotos sejam ouvidos na próxima temporada para que a moto siga evoluindo na classe rainha do Mundial

A temporada de Fabio Quartararo não é das melhores, geralmente ocupando as últimas posições do grid e distante pela briga por vitórias. Depois do teste em Misano, quando experimentou o novo motor da Yamaha, o campeão da MotoGP em 2021 não se mostrou muito empolgado e repetiu as críticas ao time. Agora, espera uma união interna para que a próxima temporada seja melhor.

O francês saiu de Misano deixando clara a decepção com a montadora japonesa e as novidades colocadas na M1. As palavras de Quartararo contrastaram com as de Massimo Meregalli, diretor da equipe, que mostrou-se contente com os resultados obtidos. Agora, o piloto pede entrosamento até mesmo no pensamento.

Fabio Quartararo durante o teste em Misano (Foto: Divulgação/MotoGP)

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

"No teste de Misano, vimos comentários meus e do chefe de equipe, foram totalmente diferentes. Posso dizer claramente que foi uma decepção e que [o rendimento] não foi como esperava. Não demos um passo adiante para nada, mas se o chefe da equipe diz que foi melhor, é preciso escutá-lo", alfinetou o francês.

"No final, não há nada alinhado, um diz branco e outro diz preto. Acredito que os comentários do piloto são mais importantes porque é quem testa as motovos e tem uma sensação sobre a facilidade ou não da pilotagem. Se começamos [assim] e não estamos alinhados, claro que 2024 será igual ou pior", seguiu.

O segundo treino da MotoGP para o GP da Índia, em Buddh, está marcado para 7h (de Brasília), de sexta-feira. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das classes menores Moto2 e Moto3.