"Cruzei os dedos para ninguém me tocar": Bagnaia detalha acidente bizarro na Catalunha

Francesco Bagnaia deu detalhes e relatou os momentos de angústia pelo acidente assustador que sofreu no GP da Catalunha

Francesco Bagnaia foi confirmado para o GP de San Marino e Riviera de Rimini, que acontece neste fim de semana. O piloto italiano escapou de graves lesões após o acidente assustado na Catalunha há uma semana. Em coletiva de imprensa, Pecco deu mais explicações do que aconteceu no início da prova.

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente:Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Relacionadas

"Senti desde a volta de aquecimento que tinha zero aderência na traseira. Quase caí três vezes, na curva 3, na curva 9 e na curva 12, e sem forçar, porque era a 'volta de aquecimento'. E, na primeira curva da prova, perdi a traseira. Inclinei, acelerei mais e perdi o controle. Estávamos vendo os dados, a eletrônica, mecânica e o estilo de pilotagem... não cometemos erros. Estamos à espera da análise de dados da Michelin, foi muito difícil e muito estranho", explicou ele, acrescentando que é um estudo que ainda pode demorar.

“Quando estava na pista, via e ouvia todas as motos. Quando vi a KTM passar por cima de mim, cruzei os dedos para que ninguém me tocasse além daquela moto. O melhor trabalho foi feito pelo Jorge e pelo Brad, que controlaram a situação de uma forma incrível", seguiu.

Bagnaia instantes depois do acidente (Foto: Reprodução/MotoGP)

Ainda nos primeiros metros da corrida em BarcelonaPecco foi ejetado da Ducati #1, caiu violentamente no asfalto e foi atropelado por Brad Binder, que não conseguiu desviar das pernas do líder do campeonato. Atendido na pista, Bagnaia foi levado ao centro médico, onde exames mostraram uma lesão que os médicos não souberam diagnosticar como nova ou antiga.

O pupilo de Valentino Rossi, então, foi levado a um hospital local para fazer tomografia, que não apontou nenhuma lesão. Apesar do susto, o irmão de Carola Filippo deixou o hospital ainda no domingo, caminhando apenas com o auxílio de muletas. O campeão vigente da classe rainha declarou que se sente sortudo e reitera que segue a recuperação para logo estar 100%.

"Estou muito feliz e me sinto sortudo por estar aqui. Tenho de agradecer todo o trabalho que está sendo feito a nível da segurança. Penso que a evolução é a melhor do mundo. Segunda-feira não foi um dia fácil, mas estávamos trabalhando muito com toda a minha equipe. Estou muito orgulhoso disso", comentou Bagnaia.

“Amanhã de manhã tenho de sentir a moto, mas Misano é um dos meus GPs preferidos, o de casa. A força que os fãs te dão é incrível e conheço o circuito de dentro para fora porque treino aqui", encerrou.

MotoGP retoma as atividades no fim de semana do dia 10 de setembro, com o GP de San Marino e Riviera de Rimini, a ser disputado em Misano. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das classes menores Moto2Moto3 e MotoE.