Consultor minimiza ausência de homologação em Buddh: “Igual todas as pistas”

Consultor de Segurança da MotoGP, Loris Capirossi frisou que não é um problema que o circuito de Buddh receba a homologação para o GP da Índia deste fim de semana apenas na quinta-feira (21). Ex-piloto garantiu que o traçado está pronto para a MotoGP

Consultor de Segurança da MotoGP, Loris Capirossi minimizou a ausência de homologação da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) para o circuito de Buddh, palco do GP da Índia deste fim de semana. De acordo com o ex-piloto, todas as pistas do calendário são homologadas um dia antes do início dos trabalhos.

Buddh vai estrear no Mundial de Motovelocidade neste ano, mas, ao contrário do que normalmente acontece, o campeonato viajou ao país asiático — depois de problemas com a emissão dos vistos atrapalharem muito gente — ainda com a pista sem o sinal verde da entidade máxima do esporte. Capirossi, que representa a Dorna, promotora do campeonato, na direção de prova, porém, garante que o circuito está pronto e que o carimbo da FIM é uma mera formalidade.

Loris Capirossi elogiou a pista de Buddh (Foto: Reprodução)

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Todas as pistas do mundo são homologadas na quinta-feira antes do GP e perdem a homologação quando ele acaba”, disse Capirossi em declarações divulgadas pelo site italiano GPOne. “Vou dar um exemplo: hoje Misano já não tem mais homologação. Isso acontece, pois pedimos tipos especiais de pinturas e proteções, que são removidas pela maioria dos circuitos na segunda-feira depois da corrida. Portanto, perdem a homologação. O caso da Índia é o mesmo de todas as outras pistas no mundo”, defendeu.

“Passamos uma semana aqui, trabalhamos e hoje eu rodei de moto para ter uma visão ainda mais clara. Posso dizer que a pista está boa, e os pilotos vão ficar felizes”, garantiu. “Todas as mudanças que pedimos foram feitas e todas as proteções necessárias foram colocadas no lugar. Da minha parte, posso dizer que o design é lindo: têm uma curva parabólica fantástica”, elogiou.

Questionado se a homologação será uma mera formalidade, Capirossi respondeu: “Não vai haver problema. Como sempre, na Comissão de Segurança de Misano, nós mostramos aos pilotos a pista com imagens feitas por um drone. Ainda não estava terminado. Por exemplo, as zebras não estavam pintadas ainda, mas todos ficaram felizes. Agora que está pronto, está ainda melhor. Está tudo bem”.

Capirossi também não se mostrou preocupado com as condições do asfalto. O ex-piloto destacou, porém, que, como se trata de um circuito pouco usado, não há muita borracha no asfalto.

“Eles estão trabalhando 24h por dia para limpar, então a pista estará pronta também deste ponto de vista”, avisou. “Obviamente, eles não fazem muitas corridas neste circuito e, por isso, não há muita borracha nele, mas, quando andei de moto hoje, já achei em uma boa condição”, concluiu.

MotoGP retoma as atividades no fim de semana do dia 24 de setembro, com o GP da Índia, a ser disputado em Buddh. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das classes menores Moto2 e Moto3.

Morbidelli cai para cima com acerto com Pramac para temporada 2024 da MotoGP