Veijer desbanca Masià e domina primeiro dia de treinos da Moto3 na Índia. Moreira é 6º

Colin Veijer voou no segundo treino livre e ficou com a melhor marca da Moto3 nesta sexta-feira em Buddh. Diogo Moreira voltou a andar bem e terminou o dia entre os primeiros colocados

O primeiro dia de treinos da Moto3 em Buddh, na Índia, foi marcado por atrasos, quedas e uma bela apresentação de Colin Veijer. O holandês da Husqvarna marcou 1min59s566 no segundo treino e liderou a sexta-feira na categoria, seguido por Jaume Masià, apenas 0a186 atrás.

Stefano Nepa foi o terceiro, seguido por David Alonso e Ricardo Rossi. O brasileiro Diogo Moreira andou muito bem nas duas sessões e terminou o dia em sexto. Ayumu Sasaki, José Antonio Rueda, Matteo Bertelle e Deniz Öncü fecharam o top-10 na Índia.

Colin Veijer mostrou bom ritmo em Buddh (Foto: IntactGP)

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Líder do campeonato, Daniel Holgado voltou a mostrar dificuldade nas duas sessões e fechou o dia apenas em 14º. Por enquanto, porém, o colombiano segue garantido diretamente no Q2 da classificação.

O TL2 foi marcado por um atraso de 45 minutos. A transmissão oficial não informou corretamente o motivo, apenas que era feita uma inspeção na pista. Informações de jornalistas presentes no circuito indiano apontam que os fiscais se recusaram a trabalhar até que recebessem água para aguentar o forte calor no local.

A classificação da Moto3 para o GP da Índia, em Buddh, está marcado para 4h50 (de Brasília), deste sábado (23). O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como de todas as classes do Mundial.

Como foi o primeiro dia de treinos da Moto3 em Buddh:

O primeiro treino livre teve os pilotos da Moto3 abrindo as atividades em Buddh. Jaume Masià ficou na liderança, com o tempo de 2min00s324, seguido pelo brasileiro Diogo Moreira. Stefano Nepa, Matteo Bertelle e Romano Fenati completatam os cinco melhores. Líder do campeonato, Daniel Holgado não passou da 25ª colocação.

A segunda sessão em Buddh começou com atraso por conta de problemas no traçado. Ninguém, porém, mostrava imagens da pista ou dava informações sobre o que acontecia no circuito indiano. Depois de 45 minutos de atraso, as atividades foram retomadas com todos os pilotos imediatamente saindo para a pista.

Nos primeiros minutos do TL2, Daniel Holgado conseguiu melhorar sua marca pessoal e subiu para o sétimo lugar. Na sequência, foi superado por José Antonio Rueda, que tomou o posto na tabela de tempos combinados. Tatsuki Suzuki também foi bem e pulou para 12º.

Rueda voltou a melhorar o tempo e fez 2min00s698, pulando para sexto e seguido de perto por Collin Veijer. David Alonso também evoluiu e fez para o décimo lugar, com 2min01s170. Deniz Öncü até chegou a fazer bom tempo, mas teve a volta deletada por exceder os limites de pista.

Com 14 minutos de treino, a primeira queda: Filippo Farioli caiu na curva 9, mas conseguiu voltar para a pista e foi para os boxes do circuito indiano. Logo depois, foi a vez de Masià ir ao solo na sessão.

Apesar do forte calor, a pista foi ficando com mais aderência e os pilotos se aproveitaram. Veijer fez 2min00s454 e foi para segundo, mas logo depois o holandês avançou ainda mais e foi para o primeiro lugar, com 2min00s077. Rueda também saltou na tabela de tempos e foi para quarto.

Ayumu Sasaki também conseguiu uma melhora no treino e fez 2min00s412, pulando para terceiro lugar na tabela de tempos combinados. Matteo Bertelle foi no embalo e saltou para o sexto lugar.

A 19 minutos para o fim, Taiyo Furusato perdeu o controle da moto, caiu e escorregou para fora da pista indiana. Na sequência, o ritmo se acalmou com a maior parte do pelotão indo para os boxes e fazer ajustes nos equipamentos.

O fim do treino em Buddh ainda viu Veijer fazer 1min59s713 e ampliar a vantagem na liderança. E o holandês parecia possuído, pois instantes depois, fez 1min59s566. Após muito sofrer, Deniz Öncü insistiu e fez 2min00s607 para saltar para o oitavo posto. No mesmo instante, Ricardo Rossi caiu na curva 1.

Nos minutos finais, todo mundo começou a melhorar. Masià fez 1min59s752 e se manteve em segundo. Alonso foi bem e pulou para quarto, enquanto Moreira melhorou a própria marca, mas seguiu em sexto lugar. Rueda, por outro lado, caiu na curva 11 e saiu da sessão, assim como Romano Fenati.

Por fim, depois da bandeirada, ninguém conseguiu melhorar muito as marcas obtidas, principalmente por conta das bandeiras amarelas agitadas em dois setores da pista.