Aleix Espargaró é diagnosticado com dupla fratura no pé, mas liberado para Alemanha

Catalão passou por uma ressonância magnética, que revelou duas fraturas no pé direito, resultado de uma queda de bicicleta no autódromo de Mugello. Ainda assim, o piloto da Aprilia conseguiu aprovação para correr no exame médico desta quinta-feira (15) em Sachsenring

Aleix Espargaró vai disputar o GP da Alemanha deste fim de semana com uma dupla fratura no pé direito. O catalão descobriu a lesão apenas na segunda-feira, quando passou por uma ressonância magnética na esteira de uma queda de bicicleta em Mugello na semana passada.

Há uma semana, Aleix foi pedalar na pista da Toscana em preparação para o GP da Itália. No classificou como uma “cagada inadmissível”, o #41 usou o celular enquanto andava de bicicleta, o que resultou em uma queda. O pai dos gêmeos Max e Mia passou todo o fim de semana sofrendo com dores e chegou a chorar ao voltar para s boxes no primeiro treino na Itália.

Aleix Espargaró correu na Itália sem saber que tinha duas fraturas no pé (Foto: Aprilia)

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Inicialmente, o raio-x não apontou fraturas, mas um exame mais detalhado na segunda-feira mostrou duas fraturas no pé.

“O pé… estava bom em Mugello, pois os primeiros raio-x mostraram que não tinha nada, mas tive muita, muita dor durante o fim de semana. Foi, provavelmente, a pilotagem mais dolorosa da minha carreira”, disse o sexto colocado no GP da Itália. “Na segunda-feira, fiz uma ressonância, descobri duas fraturas, um grande edema e [danos nos] ligamentos também”, relatou.

“A lesão é bem grande, bem ruim. Mas foi normal”, apontou. “Na segunda-feira, meu pé estava bem inchado, estava com muita dor. Então fiz o que pude nesses três dias. [Os médicos] me recomendaram usar essa bota, não para andar, não colocar o pé no chão. Tomara que tenha menos dor do que em Mugello por causa do layuot de Sachsenring”, encerrou.

MotoGP volta neste fim de semana com o GP da Alemanha, em Sachseniring. GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2023.

Honda precisa de solução urgente para parar de machucar pilotos