Newgarden puxa 1-2 da Penske com McLaughlin no treino livre da Indy em Iowa

Josef Newgarden anotou o tempo de 18s242 ainda no início da atividade e dominou o único treino livre da Indy no Iowa. Piloto tem quatro vitórias no oval

Vencedor em quatro oportunidades diferentes no Iowa, Josef Newgarden começou bem o fim de semana de rodada dupla no oval em Newton. No treino livre desta sexta-feira (21), o bicampeão da Penske cravou 18s242 ainda no início da atividade e ficou no topo da tabela.

As atividades em Iowa retornam já na manhã deste sábado (22) com a classificação das duas corridas, agendada para acontecer às 10h30 (de Brasília, GMT-3).

Relacionadas

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente: Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Saiba como foi o treino livre da Indy em Iowa:

A bandeira verde foi acionada às 17h30 (de Brasília, GMT-3) para os 90 minutos de treino livre. De cara, todos os pilotos partiram para voltas de instalação, e Helio Castroneves ficou com o tempo mais rápido em 34s831. O primeiro a realmente marcar um tempo forte foi Marcus Ericsson, com 18s516, subindo para o primeiro posto.

Vencedor em quatro oportunidades diferentes, Josef Newgarden, de Penske, era quem aparecia na ponta após 20 minutos de sessão. O tempo dele era de 18s242. O top-5 também tinha Herta, Hunter-Reay, Ericsson e Dixon.

A sessão chegou ao fim do primeiro terço ainda com Newgarden na ponta, seguido por Herta, Hunter-Reay, Ericsson, Dixon, Castroneves, O'Ward, Carpenter, Palou e DeFrancesco. Após isso, a atividade ficou um pouco mais monótona nos minutos que vieram na sequência.

Na metade do treino livre, veio o primeiro susto e a primeira bandeira amarela do dia. Agustín Canapino saiu dos boxes e rodou sozinho. Com ajuda do time de resgate e sem danos no carro, Canapino ganhou o auxilio e retornou para o pit-lane. A pausa acabou durando apenas 4 minutos.

Agustin Canapino rodou na saída dos boxes (Vídeo: Indycar)

Com a pista liberada, quem se destacou foi Conor Daly, que com a Meyer Shank, pulou ao quarto lugar com o tempo de 18s496. Ao fim do segundo terço da sessão, Marcus Ericsson passou Colton Herta e assumiu o segundo lugar. O restante do top-10 tinha O'Ward, Hunter-Reay, Daly, Dixon, Castroneves, Palou e Carpenter.

Para os 10 minutos finais de atividade, o tempo estava mais nublado. A bandeira amarela acabou surgindo por causa de Santino Ferrucci, da Foyt. quase raspou no muro da curva 2 após disputar posição com Romain Grosjean. A pausa durou apenas 1 minuto e o treino foi reiniciado.

De RLL, Jack Harvey surgiu na sétima posição com 18s582. Scott McLaughlin tratou de tornar a tabela em um 1-2 da Penske ao marcar 18s289.