'Volta o cão arrependido': Por que retorno de Frijns à Envision é correção de rota?

Buscando uma correção de rota, Robin Frijns prepara seu retorno à Envision após apenas um ano pela Abt Cupra na Fórmula E. JP Nascimento analisa os motivos por trás da decisão

Depois de um ano terrível na Abt Cupra, Robin Frijns vai retornar à Envision para a próxima temporada da Fórmula E, segundo o portal inglês The Race. O holandês, que deixou a equipe ao fim do ano passado, fechou acordo com o time verde logo depois da segunda corrida do eP de Roma, realizado em julho. Mas por que voltar atrás tão rápido?

Considerado uma espécie de líder na Abt, principalmente por todo o conhecimento da Fórmula E e dos engenheiros da equipe, Frijns esperava mais no time alemão. A parceria com a Mahindra não funcionou e, com a baixíssima competitividade do trem de força indiano, os carros não conseguem almejar pontos de maneira regular.

Relacionadas

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

A participação de Frijns na Abt vai se resumir ao ano de 2023 (Foto: Fórmula E)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A Abt teve um único momento de brilho na temporada, ao formar a primeira fila do eP de Berlim, mas a pista molhada e as condições adversas deram a ideia de que se tratou muito mais de um momento raro de acerto do que propriamente uma subida de nível.

Assim, JP Nascimento debate, no vídeo desta semana, o motivo do retorno de Frijns à Envision e porquê a decisão se trata de uma correção de rota para o holandês na categoria. Assista abaixo!