Red Bull reconhece "volta forte" de Hamilton, mas garante: "Temos bom ritmo de corrida"

Christian Horner, chefe da Red Bull, elogiou o trabalho de Lewis Hamilton e fez um alerta sobre a disputa entre o inglês e Max Verstappen nas primeiras curvas do GP da Hungria

Pela primeira vez em seis corridas na temporada 2023 da Fórmula 1, a Red Bull não verá um dos RB19 largando na pole-position. Lewis Hamilton fez a volta mais rápida na classificação deste sábado (22) para o GP da Hungria, 0s003 mais veloz que Max Verstappen, que largará em segundo. Christian Horner, chefe da equipe austríaca, elogiou o esforço do heptacampeão mundial, mas enfatizou que os carros taurinos têm um forte ritmo de corrida.

A última vez que um piloto não Red Bull largou na pole esse ano foi no Azerbaijão, com Charles Leclerc. De Miami para cá, Sergio Pérez, com uma, e Max Verstappen, com cinco, comandaram as classificações, porém coube a Hamilton a interrupção desse domínio.

Relacionadas

"Todo o crédito a Lewis e à Mercedes. Foi uma volta muito forte no final. Deixamos um pouco a desejar e Max teve um pequeno problema na curva 13. Mas a primeira fila do grid ainda é muito boa. Temos um ritmo de corrida melhor do que de classificação”, explicou o inglês à Sky Sports.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Christian Horner sabe que a tensão entre Verstappen e Hamilton pode levar a um incidente entre os pilotos (Foto: Red Bull Content Pool)

Horner também foi questionado sobre a rivalidade entre Verstappen e Hamilton, que disputaram ponto a ponto o campeonato mundial de 2021. E agora, com ambos na primeira fila, existe a expectativa de que possa existir algum problema entre eles. "Vai tudo se resumir à largada, e sabemos que há um pouco de história entre esses dois. Contanto que eles consigam passar ilesos das primeiras curvas, devemos ter uma boa corrida", analisou o dirigente de 49 anos.

O chefe da Red Bull falou como eles podem chegar à primeira posição, alertando que, pela pista ser estreita e travada, a estratégia deve ser determinante para uma vitória. "A configuração da pista é um pouco como Mônaco sem as barreiras. Uma vez que você está bem posicionado, é difícil de ultrapassar, então se resume muito à estratégia que adotaremos”, completou.

Fórmula 1 retorna neste domingo (23) para a disputa do GP da Hungria, com largada prevista para as 10h (de Brasília, GMT-3). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da temporada 2023 AO VIVO e em TEMPO REAL. Antes, a partir das 9h40, o GP abre a transmissão em segunda tela no canal 1 do YouTube, em parceria com a Voz do Esporte.