Mercedes vê avanço em solução de problemas do W14 e foca em "performance" em 2024

Cansada de desenvolver peças que servem como ‘tapa buracos’, Mercedes espera apostar em novo conceito que permite maior margem de evolução para a temporada 2024

Desde que o regulamento que explora o efeito solo voltou à Fórmula 1 em 2022 a Mercedes tem sofrido para encontrar um bom desempenho em seus carros. Depois de falhar no conceito ‘zeropod’ e apostar em um projeto igualmente problemático apresentado no GP de Mônaco deste ano, o time alemão se cansou de ficar “apagando incêndios” com suas atualizações e, por isso, espera um modelo para focar apenas em performance em 2024.

Por isso, Andrew Shovlin, diretor de engenharia da Mercedes, disse que para a próxima temporada a estratégia para o que pode vir a ser o W15 é projetar um carro que tenha muito espaço para desenvolvimento e permita grande evolução ao longo da campanha — similar ao que está acontecendo com a McLaren em 2023.

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Mercedes não está contente com o segundo lugar no Mundial de Construtores em 2023 (Foto: AFP)

“É justo dizer que com esses regulamentos e a forma como os carros funcionam, estamos muito focados em consertar os problemas. Pode ser um problema de porpoising ou de equilíbrio que você está tentando resolver. Mas, à medida que avançamos nisso, a maneira real de desenvolver um carro é buscar apenas desempenho”, disse Shovlin.

“Assim, você fica menos focado em uma grande lista de coisas que precisa resolver e mais apenas em onde podemos levar o tempo da volta. O foco para o carro do próximo ano é garantir que as decisões-chave nos dêem muito espaço para desenvolvimento. Você pode ver este ano quanto desempenho todas as equipes estão trazendo, e você também precisa ser capaz de trazer esse desempenho”, finalizou Andrew.

A Mercedes quebrou a cabeça para tentar entender o W13 no ano passado e tem repetido o processo com o W14. Em 2023 os alemães ocupam a segunda posição no Mundial de Construtores com 223 pontos, cinco pódios e uma pole-position.