Verstappen e Hamilton se unem e criticam novo formato de classificação da F1

Max Verstappen e Lewis Hamilton não estão felizes com as novas regras de pneus da classificação da F1 que estão sendo testadas pela primeira vez no GP da Hungria

A nova regra de pneus a serem usados na classificação do GP da Hungria trouxe preocupação para vários pilotos do grid 2023 da F1. Nomes como Max Verstappen e Lewis Hamilton reclamaram das mudanças após os treinos livres em Budapeste. Além de uma obrigatoriedade durante a sessão que determina o grid de largada, o número de compostos diminuiu de 13 para 11 durante o final de semana. 

As mudanças, introduzidas para melhorar a sustentabilidade da Fórmula 1, exigem que os pilotos usem pneus duros na primeira sessão de classificação, médios na segunda e macios na terceira, tirando a livre escolha dos pilotos e equipes. E isso gerou menos tempo de pista na sexta-feira (21).

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Com este novo formato, se limita os conjuntos de pneus que se pode usar, e com isso, não utilizei alguns deles hoje para ter uma preparação melhor para amanhã. Temos de ver o que podemos fazer para melhorar isso, porque estamos literalmente economizando pneus, o que acho que não é a coisa correta", afirmou Verstappen.

O holandês ainda afirmou que as mudanças ajudam mais as equipes que já estão na frente e, com isso, o objetivo alegado para as mudanças é perdido. "Acho que isso favorece um pouco mais os times de ponta, que normalmente conseguem fazer os pneus médios e duros funcionarem um pouco melhor do que a maioria das outras equipes", completou o piloto da Red Bull.

Lewis Hamilton também não gostou da diminuição dos pneus durante o fim de semana da F1 (Foto: AFP)

O novo formato deveria ter sido introduzido no GP da Emilia-Romanha, em maio, mas a prova foi cancelada devido a inundações na região durante a época que seria realizada a corrida. Outro piloto que criticou a mudança foi Hamilton, afirmando ainda que, com menos pneus, menos ação na pista.

“Só tínhamos um jogo de pneus para a sessão. Então, não foi realmente uma mudança de formato muito boa que eles fizeram neste fim de semana. Significa apenas que temos menos gente na pista, não é o ideal. Há muitos pneus de chuva que acho que eles jogam fora depois que o fim de semana acaba. Então talvez eles devam olhar para algo assim, em vez de tirar tempo dos fãs assistindo os carros", resumiu o heptacampeão mundial, já oferecendo uma solução para a questão.

Outro que pensou em uma maneira diferente de lidar com a situação foi Kevin Magnussen, da Haas, que  propôs uma revisão no cronograma e nas sessões que formam um final de semana de F1. "Foi uma sexta-feira restrita de certa forma com a situação dos pneus. Se essa regra nova for adotada, eles podem muito bem reduzir as sessões. Basta ter talvez um ou dois treinos", indicou o dinamarquês.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP da Hungria de Fórmula 1. No sábado, o TL3 está marcado para as 7h30 (de Brasília, GMT-3), seguido pela classificação, marcada para as 11h. A largada fica para as 10h do domingo.