Leclerc defende Ferrari em pit-stop atrapalhado na Holanda: "Decisão correta"

Charles Leclerc teve um final de semana bem complicado em Zandvoort e acabou abandonando o GP da Holanda devido a danos após toque em Oscar Piastri

Charles Leclerc não conseguiu se entender com a pista de Zandvoort desde o início do fim de semana do GP dos Países Baixos. E os problemas nos treinos livres e na classificação continuaram na corrida deste domingo (27), com um pit-stop bem atrapalhado da Ferrari no começo da prova, logo após um toque com Oscar Piastri que, mais tarde, o levou a abandonar a disputa na volta 43. O monegasco também poupou a equipe de críticas pela parada.

O dono do carro #16, que no sábado havia trocado o motor por um mais antigo, além da caixa de câmbio, saiu zerado em Zandvoort, enquanto o companheiro de Ferrari Carlos Sainz, terminou a prova na quinta colocação. A primeira parada de Leclerc nos boxes foi marcada pela falta de pneus no pit-lane da Ferrari, o que custou várias posições.

Relacionadas

"Perdemos tempo na parada da primeira volta porque não estávamos prontos, mas a decisão foi correta, ainda ganhamos posições apesar do atraso. A chamada [para os boxes] foi minha”, explicou Leclerc.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Leclerc teve um pit-stop bem atrapalhado no começo da prova (Foto: Ferrari)

Segundo Leclerc, o toque com Piastri foi leve, mas acabou causando muitos danos, que fizeram a SF-23 perder muito me aerodinâmica, com avarias no assoalho. Durante a prova, o monegasco sempre andou entre as últimas posições, chegando a ser ultrapassado por Liam Lawson, que fez sua primeira prova na F1 pela AlphaTauri.

“Um pequeno contato com Piastri nos custou muito, perdemos cerca de 60 pontos de downforce, e não havia mais nada a fazer a partir daquele ponto. Não vi direito o toque, mas não diria que o carro é excessivamente frágil. Não compreendi bem onde os danos ocorreram exatamente, foi em uma parte importante e perdemos muito desempenho", finalizou Leclerc.

Fórmula 1 retorna na semana que vem, entre os dias 1 e 3 de setembro, com o GP da Itália, em Monza, 14ª etapa da temporada 2023.