Bradl retorna à LCR como substituto do lesionado Rins no GP da Holanda de MotoGP

Piloto de testes da Honda, Stefan Bradl foi escalado para substituir Álex Rins em Assen neste fim de semana. Espanhol fraturou a perna direita em um acidente em Mugello

Stefan Bradl foi o escalado pela LCR Honda para substituir Álex Rins no GP da Holanda deste fim de semana. O espanhol está afastado da MotoGP desde que fraturou a perna direita em um acidente na corrida sprint do GP da Itália.

Na semana passada, Takaaki Nakagami foi representante solitário da equipe de Lucio Cecchinello, mas, desta vez, a escuderia monegasca recorreu ao piloto de testes da Honda.

Stefan Bradl vai substituir Álex Rins em Assen (Foto: Repsol)

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Trata-se, na verdade, de um retorno de Bradl à LCR. O alemão defendeu a equipe satélite da marca da asa dourada entre 2012 e 2014, período em que disputou 52 GP e conquistou uma pole e um pódio.

“Ex-piloto da LCR, Stefan Bradl vai substituir Álex Rins neste fim de semana no GP da Holanda”, anunciou a LCR nas redes sociais. “Enviamos a Álex nossa força para a recuperação. Enquanto isso, daremos o máximo para seguir pressionando e melhorando”, encerrou.

Desde que deixou a titularidade da MotoGP, no fim de 2017, o piloto de Augsburg disputou mais GPs que o esperado, uma vez que foi o principal substituto de Marc Márquez após a fratura no braço direito, em 2020. No total, já são 35 etapas como substituto ou wild-card.

A própria Honda também precisa de um substituto em Assen, já que Joan Mir vai desfalcar a equipe mais uma vez. Assim, Iker Lecuona foi chamado mais uma vez para guiar a RC213V.

MotoGP volta às pistas já no próximo final de semana, de 23 a 25 de junho em Assen, para a disputa do GP da Holanda. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial e Motovelocidade 2023.

Por que Marc Márquez cai tanto na MotoGP?