Moreira mira “máximo de pontos” e foca em trabalhar duro após 2022 difícil na Alemanha

Diogo Moreira considerou que o GP da Itália foi “muito bom” e celebrou que é hora de “curtir outra vez”. Chefe da MSi, Jordi Gatell avaliou que, sem punição, #10 teria brigado pela vitória em Mugello

Diogo Moreira celebrou a volta imediata às pistas após o que considerou um “GP da Itália muito bom”. Ainda assim, o brasileiro reconheceu que teve vida fácil em Sachsenring no GP da Alemanha de 2022, quando largou em 19º e recebeu a bandeirada só em 16º.

“Este fim de semana é hora de curtir outra vez, depois de um GP da Itália muito bom”, disse Moreira. “Na Alemanha, é hora de ter bons momentos em cima da moto, pois em 2022 foi um pouco difícil para mim”, seguiu.

Diogo Moreira focou em somar o máximo de pontos possível na Alemanha (Foto: MSi)

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Agora é hora de trabalhar mais e mais duro para conquistar o máximo de pontos possível”, encerrou.

Chefe da MSi, Jordi Gatell apontou que Diogo está ansioso para voltar à brigar pela vitória, algo que, acredita, o brasileiro teria feito se não fosse a punição que recebeu no GP da Itália. O #10 teve de largar do fundo do grid de Mugello e ainda cumprir uma volta longa por ter rodado lento durante os treinos.

“O circuito da Alemanha é, sem dúvida, um dos circuitos mais únicos do Mundial. A atmosfera é espetacular e a equipe está muito motivada”, disse Gatell. “Diogo quer lutar pela vitória outra vez e, se mão tivesse sido punido no último GP, ele teria feito isso”, garantiu.

“Nós já estamos focados em começar a trabalhar desde o treino 1, para nos prepararmos da melhor forma possível na corrida”, completou.

A Moto3 volta neste fim de semana com o GP da Alemanha, em Sachseniring. GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2023.

Honda precisa de solução urgente para parar de machucar pilotos