Aleix vê Pol Espargaró “muito triste” com veto na Alemanha e insiste em visita a Assen

Aleix Espargaró contou que Pol ficou muito chateado com o veto para correr na Alemanha, mas tampouco espera a volta do irmão à MotoGP no GP da Holanda. Ainda assim, o titular da Aprilia tenta convencer o caçula a visitar a equipe em Assen

Aleix Espargaró revelou que Pol Espargaró ficou “muito, muito triste” por não poder disputar o GP da Alemanha deste fim de semana. O catalão não espera que o irmão seja liderado para disputar o GP da Holanda da próxima semana, mas revelou que tenta convencer o #44 a visitar o paddock para poder rever a GasGas Tech3 e também conversar com os jornalistas.

Pol está ausente da MotoGP desde que sofreu um grave acidente no segundo treino para o GP de Portugal, no primeiro dia da temporada. O ex-Honda tinha esperança de voltar no GP da Itália, mas foi barrado por causa de um edema no local onde fraturou uma vértebra.

Aleix Espargaró contou que o irmão ficou chateado por não estar em Sachsenring (Foto: Divulgação/MotoGP)

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Pol chegou a constar na lista de inscritos para o GP da Alemanha, mas a GasGas Tech3 acabou por confirmar que Jonas Folger segue como substituto.

Falando à imprensa na quinta-feira, Aleix não quis detalhar a situação do irmão, mas confirmou que ele ficou muito chateado por não poder correr em Sachsenring.

“Fico irritado com a situação do Pol, pois queria que ele viesse cá e corresse”, disse Aleix. “Pol está muito triste. Eu estava na casa dele ontem e ele está muito, muito triste. Prefiro que ele explique a situação”, seguiu.

“Eu o estou pressionando muito, tentando convencê-lo a vir no sábado e domingo de Assen para ver a equipe, ver todo mundo, conversar com vocês. Aí ele pode voar ara casa comigo depois da corrida”, contou. “Mas, no momento, ele não quer vir. Mas acho que vou convencê-lo. Não acho [que ele vá correr]. Ele está fazendo exames toda semana, mas, se não o deixaram correr em Mugello ou na Alemanha, Assen é amanhã. Vai ser difícil”, encerrou.

MotoGP disputa neste fim de semana o GP da Alemanha, em Sachseniring. GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2023.

Honda precisa de solução urgente para parar de machucar pilotos