Hunter-Reay revela conversa com De Ferran e se esquiva sobre chance de correr aos 50 anos

Ryan Hunter-Reay foi perguntado pelo GRANDE PRÊMIO sobre correr após os 40 e alongar a carreira como Helio Castroneves e Tony Kanaan. Campeão de 2012 crê que precisa ter motivação e não vai correr por correr

Aos 42 anos de idade, Ryan Hunter-Reay está de volta ao paddock da Indy. O campeão de 2012 disputou as 500 Milhas de Indianápolis com a Dreyer & Reinbold em maio, marcando o retorno ao grid desde a saída da Andretti, ao fim de 2021. Para o GP de Road America, foi chamado de última hora para guiar no #20 da Carpenter após a demissão de Conor Daly.

Em coletiva de imprensa virtual, Hunter-Reay foi questionado pelo GRANDE PRÊMIO sobre o desejo de seguir na Indy por mais anos mesmo após completar 40, seguindo os passos dos brasileiros Helio Castroneves e Tony Kanaan. Ryan se esquivou sobre o futuro e relembrou uma conversa com outra lenda brasileira: Gil de Ferran.

Relacionadas

"Obrigado por lembrar do meu aniversário chegando (risos). Este esporte é tão intenso que exige absolutamente 120% de comprometimento. Você não pode fazer planos para daqui quatro ou cinco anos. Você vai de ano a ano basicamente e se ainda está queimando dentro de você, se é algo que te motiva…falei com Gil de Ferran sobre isso. Quando você não quiser, você vai saber", disse Hunter-Reay, vencedor da Indy 500 de 2014.

Ryan Hunter-Reay está de volta (Foto: Indy)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Hunter-Reay relembrou que Gil foi um nome que deixou a Indy muito cedo, apenas aos 36 anos, e afirmou que há valor em se aposentar no topo, como no caso de Kanaan, que aos 48, participou da Indy 500 pela última vez guiando pela McLaren.

"Me sinto 75% sobre isso, não 100%. Gil aposentou cedo e me falou sobre isso, do jeito que tratamos. Kanaan se sente assim, o parabenizei por isso, porque existe um valor em sair por cima. Tinha um grande programa na McLaren, ele passou por grandes times, e há valor nisso, ver o que acontece a cada ano. Você nunca planeja. Queria te dar uma resposta melhor sobre isso, mas assim que eu seguir acordando querendo mais uma Indy 500, vou seguir fazendo", concluiu.

O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as ações do GP de Road America da Indy, que acontece no circuito de Elkhart Lake, Wisconsin, entre os dias 16 e 18 de junho.