Newgarden puxa 1-2 da Penske com McLaughlin e lidera treino livre em Gateway

Em treino livre marcado por bizarro acidente na reta final, Josef Newgarden comandou as ações e, com o tempo de 24s994, liderou a sessão em Gateway

Vencedor das últimas três corridas da Indy em Gateway, Josef Newgarden liderou o treino livre disputado na noite deste sábado (26). Após uma espera de quase oito horas pela bandeira verde, por conta das fortes tempestades, o piloto da Penske cravou 24s994 para ficar no topo da tabela no Illinois.

A classificação do GP de Gateway da Indy tem início às 12h00 (de Brasília, GMT-3) deste domingo (27), com cobertura completa do GRANDE PRÊMIO.

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Saiba como foi o treino livre 1 da Indy em Gateway:

Após quase 8 horas de espera, a bandeira verde finalmente foi acionada para o treino livre 1 em Gateway. Nos primeiros 10 minutos, a liderança ficou nas mãos do sueco Marcus Ericsson, da Ganassi, que anotou 25s320. Josef Newgarden, de Penske, vinha logo atrás, com Devlin DeFrancesco, da Andretti, em terceiro.

Colton Herta, de Andretti, foi o responsável por tirar Ericsson da ponta ao cravar a marca de 25s260. Scott McLaughlin, de Penske, pulou ao terceiro lugar com 25s360. Já perto dos 20 minutos de treino, Josef Newgarden, que venceu as últimas três edições da prova, assumiu a ponta com 24s994. Alexander Rossi, de McLaren, deu as caras no segundo lugar, passando Herta, com 25s236.

O treino livre chegou na metade com Newgarden na liderança, com 24s994. Rossi, Herta, Daly, Ericsson, Ilott, McLaughlin, O'Ward, Grosjean e Robb finalizavam o top-10.

Perto dos 20 minutos para o fim, Newgarden seguia intacto na liderança, mas outros dois pilotos surgiram para separá-lo de Rossi: McLaughlin, com 25s090, e Rosenqvist, com 25s207. De Ganassi e em sua última aparição em 2023, Sato veio com 25s110 e pulou para o terceiro lugar.

Com menos de 10 minutos para o fim, veio a primeira bandeira amarela do dia, Takuma Sato passou alto na curva 4 e encostou no muro. O japonês recolheu o carro aos boxes para análise. A interrupção durou apenas dois minutos, já que maiores problemas não aconteceram na pista.

Porém, um acidente maior aconteceu segundos depois envolvendo Will Power, Marcus Ericsson e Scott McLaughlin. Scott rodou sozinho e Power, para desviar, acabou passando reto na curva 2 e acertando o muro. Ericsson não conseguiu desviar e também bateu no australiano. O treino não foi reiniciado.