Marc Márquez vai de Ducati na MotoGP e Mercedes tem mudança na F1 | WGP

Depois da decisão de deixar a Honda, o multicampeão vai defender a satélite Gresini, que tem as motos da Ducati em suas garagens. O WGP repercutiu a grande notícia do ano na MotoGP

O dono da moto #93 começou a temporada com contrato vigente até 2024 — um vínculo assinado ainda em fevereiro de 2020. O acordo de quatro temporadas era atípico na MotoGP, mas refletia os anos de sucesso, só que o acidente que mudou a carreira de Marc Márquez, em Jerez de la Frontera, naquele mesmo ano, acabou por criar sequelas graves na relação entre o piloto e a Honda, que agora chega ao fim.

Desde que chegou à classe rainha do Mundial de Motovelocidade, em 2013, Marc tinha sido derrotado apenas uma vez, em 2015, e faturado impressionantes seis títulos, inclusive no ano de estreia.

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Marc Márquez agora é piloto Ducati (Foto: Gold & Goose/ Red Bull Content Pool)

Depois da decisão de deixar a Honda, o multicampeão vai defender a satélite Gresini, que tem as motos da Ducati em suas garagens. Marc terá como companheiro de equipe o irmão Álex.

Portanto, a grande notícia da MotoGP é tema do WGP desta quinta-feira, além do noticiário da Fórmula 1, que tem entre outras informações, a admissão de culpa de Bernie Ecclestone em um caso de fraude, a Andretti em meio a uma questão envolvendo os motores e a Mercedes buscando ainda algo de novo, para retomar o caminho das vitórias.

O WGP tem apresentação de Evelyn Guimarães e comentários de Luana Marino e Ana Paula Cerveira. A produção é de Carol Vergílio.