Sette Câmara destaca importância da gestão de energia em "reta muito longa" de Portland

Depois de ser retirado do grid do eP de Jacarta 2 por determinação da FIA, que não considerou o carro da NIO seguro, Sérgio Sette Câmara estará de volta à ação no próximo fim de semana, no eP de Portland da Fórmula E. Em uma temporada já protagonizada por circuitos extremamente rápidos, a pista americana promete não decepcionar em nenhum aspecto com suas longas retas, e isso já gera preocupações em relação às estratégias.

Segundo o piloto brasileiro, a configuração do traçado vai obrigar os pilotos a se preocuparem bastante com o gerenciamento de energia dos carros, algo que pode determinar a vitória na única corrida da Fórmula E nos Estados Unidos em 2023.

Relacionadas

"A gestão de energia vai ser mais importante aqui do que em outras corridas. A reta é muito longa, então, a gente vai ter de tirar o pé no meio da reta", ressaltou. "Quem tiver mais energia no final da corrida vai levar a melhor, sem dúvidas", finalizou.

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Sette Câmara nem largou na corrida 2 em Jacarta (Foto: Fórmula E)

O brasileiro lamentou o problema elétrico sofrido em Jacarta, o que não permitiu que o carro tivesse segurança o suficiente para correr, mas disse que a equipe já trabalhou para acertar os ponteiros em Portland.

"Estou com muita vontade de voltar para as pistas, não consegui fazer a corrida 2 de Jacarta porque tive um problema no carro — o que foi uma pena, porque eu tinha me classificado bem em comparação ao primeiro dia", destacou o brasileiro.

"A gente teve problemas elétricos, meu carro está sendo reconstruído e vai estar tudo bem para amanhã", garantiu. "Eu estou bem animado", frisou.

Por fim, ao opinar sobre as principais diferenças entre circuitos urbanos e permanentes, como o de Portland, por exemplo, Sérgio não se esquivou e disse ter preferência pelos de rua. Por outro lado, o piloto compreende a importância da mescla com pistas mais tradicionais.

Sette Câmara destacou a importância de controlar a energia em Portland (Foto: Fórmula E)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

"Tenho uma preferência por circuitos urbanos, acho que a Fórmula E foi desenhada para eles", disse. "Mas os circuitos permanentes têm sua graça também, é bom ter uma, duas, até três corridas em pistas assim. Acho que [essa mistura], com a maioria de circuitos urbanos, é a receita perfeita para a Fórmula E", avaliou.

GRANDE PRÊMIO, emissora oficial da Fórmula E no Brasil, vai transmitir todas as atividades de pista AO VIVO e com imagens diretamente do YouTube e do aplicativo Kwai. A transmissão desta sexta-feira (23), com o TL1 de Portland, abre pouco antes do início da sessão, às 20h45. 

Matheus Pinheiro comanda a narração, com comentários de JP Nascimento Pedro Henrique Marum, além da produção de Rodrigo Berton em conjunto com a LiveSports.