Williams critica Pérez em Singapura e diz que “existem maneiras sensatas de ultrapassar”

James Vowles, chefe da Williams, teme que a manobra de Sergio Pérez acabe influenciando de forma negativa no resultado final do Mundial de Construtores

A Williams esteve perto de voltar a pontuar com Alexander Albon no GP de Singapura, que aconteceu no último domingo (17). O anglo-tailandês tinha claras chances de conseguir um top-10, mas foi atropelado por Sergio Pérez na volta 58 das 62 previstas. James Vowles, chefe da equipe, lamentou o ocorrido e teme que isso atrapalhe na disputa contra Haas e Alfa Romeo no Mundial de Construtores.

Embora as características do circuito de Marina Bay não fossem favoráveis ao FW45, a Williams apostou em uma boa estratégia durante o safety-car virutal para colocar Albon na briga pelo top-10. No momento do toque, o #23 era décimo e, com pneus mais novos, ameaçava um ataque a Liam Lawson

Relacionadas

“Perdemos alguns pontos que estavam na mesa. Dói ter isso tirado de você quando se está liderando contra seus rivais diretos em um campeonato que está sendo disputado ponto a ponto”, lamentou Vowles.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Sergio Pérez acertou Alex Albon no GP de Singapura. E ficou só em 5s (Vídeo: reprodução/F1 TV)

Embora Albon tenha se resumido a dizer que ‘Checo’ foi “otimista demais” com a manobra, James foi mais incisivo e afirmou que existem maneiras “mais sensatas” de se ultrapassar em uma corrida.

“Foi uma investida. Existem maneiras sensatas de ultrapassar e essa não foi a melhor forma de fazer isso. Durante algumas voltas anteriores, Perez esteve muito por dentro e tentando colocar o nariz lá. Isso em si não é um problema, você tem de usar técnicas agressivas”, afirmou o chefe da Williams

"Mas Alex já havia se comprometido com o ponto da curva. Não havia como isso funcionar. Portanto, é incrivelmente frustrante. Você tem margens muito pequenas. E isso pode ser o que decide as posições no campeonato”, finalizou Vowles.

Faltando sete corridas para o fim da temporada, a Williams ocupa a sétima posição no Mundial de Construtores. Haas e Alfa Romeo, rivais diretas na disputa, estão logo atrás com 12 e 10 pontos, respectivamente.

Fórmula 1 dá sequência à temporada 2023 já na semana que vem, entre os dias 22 e 24 de setembro, com o GP do Japão, em Suzuka.

https://youtube.com/watch?v=yNw3kHtD6xI%3Fsi%3D1eIxoYmkeiMwNAjL