Wolff vê Antonelli como futuro da Mercedes, mas prega cautela: "Não queremos queimá-lo"

Toto Wolff disse que Andrea Kimi Antonelli é um piloto "fantástico de assistir", mas salientou que a Mercedes não quer pressioná-lo em sua caminhada rumo à Fórmula 1

Joia da academia de pilotos da Mercedes, Andrea Kimi Antonelli já é visto como um sério candidato a ocupar uma vaga na Mercedes num futuro não tão distante, e há quem aposte que o jovem italiano é quem assumirá o lugar de Lewis Hamilton quando o #44 resolver deixar as pistas. Para Toto Wolff, no entanto, tudo precisa ser feito com calma, pois uma ida para a Fórmula 1 na hora errada seria o suficiente para "queimá-lo".

Em entrevista ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport, o chefão da base em Brackley começou deixando claro que em nenhum momento buscou outros pilotos para o lugar de George Russell e Hamilton — tanto que os dois estão assegurados até o final da temporada 2025.

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Andrea Kimi Antonelli lidera a FRECA em 2023 (Foto: Dutch Photo Agency)

"Por uma questão de princípio de vida, não quero flertar por aí se tenho um casamento feliz, isso só cria o caos. Temos uma dupla forte de pilotos, em quem acreditamos, que eram positivos com a equipe mesmo quando o carro estava péssimo… Portanto, nunca falamos com ninguém", assegurou.

Além disso, Wolff pregou que o foco da Mercedes é trabalhar com a prata da casa e citou Antonelli como exemplo. Aos 17 anos, o italiano acumula títulos pelos campeonatos por onde passou e lidera a temporada atual da FRECA.

"Existem pilotos rápidos e interessantes, não há dúvida. Mas estamos focados em nós mesmos e em nossos futuros homens. Antonelli, por exemplo, é um piloto italiano muito talentoso em quem investimos. Ele venceu todas as F4, lidera a Fórmula Regional e mostrou que é muito forte, fantástico de assistir", elogiou Toto, frisando, porém, que a Mercedes não vai atropelar o tempo.

"Não queremos pressioná-lo: vamos concluir o trabalho de 2023, depois veremos o que fazer no ano seguinte em acordo com sua família, que é muito equilibrada. Andrea tem apenas 17 anos, não queremos queimá-lo, temos de deixá-lo se tornar um adulto. Precisamos fazer tudo com calma", concluiu Wolff.

Embora o desejo do líder da equipe alemã seja dar um passo de cada vez, o site Italiaracing.com noticiou no início de setembro que Antonelli vai pular a Fórmula 3, estreando direto na Fórmula 2 em 2024 com a Prema, equipe que atualmente conta com o duo Oliver Bearman e Frederik Vesti. O dinamarquês, aliás, também é membro da academia da Mercedes e disputa o título deste ano contra Théo Pourchaire.

A aposta da Mercedes no pulo da F3 é que a F2 passará a ter um carro bastante diferente em 2024 e, assim, Antonelli vai pegar um momento em que todos os pilotos terão de passar por adaptação ao novo bólido.