Red Bull chega ao fim da punição e tem 'ok' para normalizar testes aerodinâmicos

Punição por quebra do teto de gastos em 2021 da Red Bull oficialmente expirou, e time pode voltar a utilizar cota máxima de testes aerodinâmicos na Fórmula 1

Atual bicampeã mundial de Construtores e vencedora dos últimos três títulos de Pilotos com Max Verstappen, a Red Bull pode voltar a realizar testes aerodinâmicos. Nesta quinta-feira (26), expirou a punição dada pela FIA no ano passado referente a quebra do teto de gastos da equipe na temporada 2021.

A equipe austríaca ultrapassou o limite de custos de US$ 145 milhões (R$ 775 mi) em uma margem inferior a 5%. A restrição quanto aos gastos dos times faz parte do regulamento financeiro do Mundial desde 2021

Relacionadas

Embora tenha negado inicialmente a quebra do teto, a Red Bull foi flagrada pela FIA após a análise dos documentos relativos ao campeonato passado. O resultado do processo feito pela entidade veio à público logo após o GP do Japão de 2022. Desde então, a esquadra dos energéticos e a Federação buscavam um entendimento, especialmente devido à infração ter sido considerada “menor”.

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente:Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Max Verstappen venceu o GP dos Estados Unidos de Fórmula 1 (Foto: Red Bull Content Pool)

Todo o processo com relação aos documentos sobre o limite orçamentário foi avaliado nos últimos meses pela Administração do Teto Orçamentário, dentro do regulamento financeiro imposto às equipes da Fórmula 1. Após a análise, a Red Bull foi acusada de violar o limite de gastos, mas o órgão fiscalizador entendeu que, durante a revisão dos dados, a pentacampeã “cooperou ao fornecer informações e evidências dentro do prazo, sem agir de má fé ou de forma fraudulenta”. Por isso, a entidade ofereceu o acordo para colocar um fim à questão. O desfecho apresentado pela FIA também confirma que os taurinos aceitaram os termos do acordo.

Com a punição oficialmente expirada, a Red Bull pode voltar a realizar os testes aerodinâmicos em sua cota completa. Mesmo com a limitação, o time taurino teve uma das temporadas mais dominantes já vistas na Fórmula 1, vencendo 17 das 18 corridas disputadas em 2023 e conquistando os títulos de Pilotos e Construtores com bastante antecedência.

Fórmula 1 retorna já no fim de semana, com o GP da Cidade do México, no Autódromo Hermanos Rodríguez, para a 19ª etapa da temporada 2023.