Red Bull anuncia Vettel e Ricciardo em exibição com carros antigos em Nordschleife

Sebastian Vettel voltará a guiar um carro de Fórmula 1 em setembro, quando participará de uma exibição de bólidos antigos da categoria no circuito de Nordschleife, em Nürburgring, a convite da Red Bull. Michael Schumacher participou de apresentação semelhante da Mercedes, em 2013

Sebastian Vettel voltará a guiar um carro de Fórmula 1 no dia 9 de setembro de 2023. O tetracampeão mundial participará a convite da Red Bull de uma exibição de carros antigos da categoria, junto de Daniel Ricciardo, no circuito de Nordschleife, em Nürburgring. Esta será a primeira a apresentação de Vettel nas pistas desde a Corrida dos Campeões, em janeiro deste ano, e meses após o seu anúncio de aposentadoria.

O evento, chamado de Red Bull Fórmula Nürburgring, tem como objetivo resgatar o tradicional autódromo alemão, que nos anos 70 e 80 ficou conhecido pelas suas curvas perigosas que não tinham área de escape. O trecho de Nordschleife foi onde aconteceu o acidente de Niki Lauda, no GP da Alemanha de 1976, quando o piloto austríaco bateu contra o guard-rail e o carro pegou fogo. O acontecimento deixou uma série de marcas de queimadura no corpo de Lauda.

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Anúncio misterioso da Red Bull nas redes sociais precedeu a informação de que Sebastian Vettel voltaria a pilotar um carro de Fórmula 1 (Foto: Red Bull Alemanha)

Ao longo dos anos, a pista deixou de ser utilizada pela Fórmula 1. O último carro antigo da categoria a correr no "Inferno Verde" foi o Mercedes W02, pilotado por Michael Schumacher naquela que foi sua última aparição pelo Silver Arrows, às vésperas das 24 Horas de Nürburgring, em 2013.

Vettel tem sido figura presente nas etapas da F1 em 2023. Ele foi visto no GP de Mônaco no paddock e no pit-lane. Ele aproveitou para conversar com alguns velhos amigos de suas antigas equipes, como Red Bull e Aston Martin, e também bateu um papo com o CEO da categoria, Stefano Domenicali.