Mercedes isenta pai de Hamilton e cutuca chefe da Red Bull: "Quer atenção da mídia"

Toto Wolff disse que Anthony Hamilton, pai de Lewis, não está mais envolvido no gerenciamento de carreira do filho, mas provocou Christian Horner, dizendo que o chefe da Red Bull usou o nome do heptacampeão para ganhar atenção da imprensa

Por mais que negue, a Mercedes se viu com uma pulga atrás da orelha após Christian Horner revelar que foi procurado por um integrante da equipe de Lewis Hamilton no início do ano antes da renovação de contrato entre o heptacampeão e a equipe alemã. O chefe, Toto Wolff, inclusive, refletiu sobre as possibilidades de onde a história poderia ter surgido, mas chegou à conclusão de que tudo não passou de um desejo do rival de "querer a atenção da mídia".

A declaração de Wolff foi dada à Sky Sports da Alemanha. Horner deu uma entrevista ao tabloide Daily Mail assegurando que houve várias conversas com Hamilton ao longo dos anos sobre uma possível transferência para a Red Bull, “a mais recentemente no início deste ano”. O chefão de Milton Keynes ainda entregou “conversas sérias” entre Lewis e John Elkann, presidente da Ferrari.

Relacionadas

Hamilton desmentiu a situação, dizendo que não falava com Horner há anos, a não ser para responder uma mensagem enviada para um número que ele não usava mais. Só que um porta-voz da Red Bull entregou o nome de quem fez o contato: o próprio pai de Lewis, Anthony Hamilton, em entrevista à BBC.

A questão é que Anthony não gerencia mais a carreira do filho há anos, o que levou Wolff a duvidar da veracidade da informação. "Acredito que Anthony não está envolvido [na equipe de Hamilton] desde 2010. Também nos perguntamos por que uma história dessas surge na última corrida", disse o austríaco.

Lewis Hamilton procurou a Red Bull, assegura Horner (Foto: AFP)

"Não acho que seja Helmut [Marko, consultor dos taurinos], ele é sério e é quem toma as decisões sobre os pilotos", acrescentou o chefão de Brackley, emendando que, no final das contas, Horner só queria voltar os holofotes para si.

"Acho que o outro [referindo-se a Horner] queria um pouco de atenção da media ao mencionar o nome do Lewis. Se é isso que ele precisa, então que seja", encerrou Wolff.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP de Abu Dhabi de Fórmula 1. No sábado, o TL3 inicia às 7h30 (de Brasília), com a classificação às 11h. Por fim, a largada, no domingo, está programada para as 10h. Em SEGUNDA TELA, o GP acompanha a etapa com transmissões da classificação, da sprint e da corrida. Na sexta-feira, no sábado e no domingo, o BRIEFING repercute tudo que acontece na etapa final.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!