Mercedes anuncia participação de Schumacher em festival para guiar carro do pai

A Mercedes confirmou que Mick Schumacher vai guiar o W02, carro que esteve nas mãos de Michael Schumacher em 2011. Participação será no Festival de Goodwood

As melhores onboards do GP do Canadá (Vídeo: Fórmula 1)

Piloto de testes da Mercedes desde o começo do ano, Mick Schumacher vai ter a chance de acelerar um dos carros da marca alemã que o pai e heptacampeão mundial Michael Schumacher defendeu durante os últimos anos na carreira. O anúncio foi feito pela própria Mercedes na manhã desta quinta-feira (22).

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Relacionadas

O carro em questão é o W02, bólido da Mercedes na temporada 2011 — segundo a partir do retorno da marca à Fórmula 1 como equipe de fábrica. Michael defendeu a Mercedes entre 2010 e 2012, antes de se aposentar pela segunda vez — a primeira foi no fim de 2006, ainda pela Ferrari.

A participação será no tradicional Festival de Goodwood, na Inglaterra, notório pela presença de grandes nomes do passado e presente do esporte a motor, bem como de grandes marcas e carros históricos. O festival está marcado entre os dias 13 e 16 de julho.

Mick Schumacher esteve na pista de Barcelona durante teste de pneus (Foto: Mercedes)

"Será espetacular andar com o carro do meu pai em 2011, ainda que por pouco tempo", comemorou Mick. "Só experimentar essa geração de carros será incrível. Sabendo que ele correu com esse carro faz ser ainda mais especial, entãos erão muitas emoções vindo juntas", afirmou.

"Tive a sorte de guiar um de seus carros da Benetton e alguns da Ferrari, mas será a primeira vez com o carro da Mercedes. Tenho certeza de que vou sair de lá com um grande sorriso no meu rosto", finalizou.

Além de Mick, a Mercedes terá ainda Esteban Gutiérrez na pista com o W12, carro campeão de 2021.

Mick Schumacher estreou na pista com o W14, carro deste ano, no começo do mês, durante teste de pneus, organizado pela Pirelli, após o GP da Espanha. Michael continua vivendo totalmente fora da vida pública em recuperação pelo acidente de esqui que sofreu na França, em dezembro de 2013.

HAMILTON X ALONSO É O ‘COMEBACK’ QUE A F1 PRECISA? | WGP