Mercedes admite problemas após desempenho tímido no Japão: "Estivemos um passo atrás"

Diretor de engenharia da Mercedes, Andrew Shovlin destacou uma dificuldade particular da equipe com o setor 1 do Circuito de Suzuka e admitiu que o carro alemão ainda precisa de ajustes para ser competitivo no Japão

Depois de uma demonstração de força no GP de Singapura, a Mercedes voltou à normalidade da temporada 2023 nesta sexta-feira (22), primeiro dia de atividades do GP do Japão, e não passou de um 5º lugar no TL2, com George Russell, como melhor resultado. Diretor de engenharia da equipe alemã, Andrew Shovlin tentou explicar os problemas e admitiu que os pilotos sentiram muitas dificuldades ao longo das duas horas de atividades em Suzuka.

"Nós certamente estivemos um passo atrás hoje", admitiu Shovlin, que comanda a equipe na ausência do chefe Toto Wolff. "Tanto o TL1 quanto o TL2 se provaram sessões difíceis para nós. Os dois pilotos reportaram dificuldades sobre uma falta geral de aderência e o equilíbrio do carro", explicou.

Relacionadas

O principal problema das Flechas de Prata tem sido o primeiro setor da pista japonesa. Mesmo em uma volta rápida, a perda do carro alemão para a Red Bull, por exemplo, ficou na casa de 0s6. Segundo Shovlin, este é o principal ponto a ser resolvido pela equipe antes da classificação, prevista para este sábado.

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Russell teve o melhor resultado da Mercedes na sexta, com o 5º lugar no TL2 (Foto: Mercedes)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

"Fizemos algumas mudanças antes da segunda sessão e ganhamos alguns aprendizados valiosos com isso", disse. "No entanto, sabemos que precisamos encontrar melhorias durante a noite. Claramente, não somos rápidos o suficiente nas curvas de alta velocidade, com o 1º setor se provando uma fraqueza particular", apontou.

"É aí que a maior parte do nosso trabalho estará focada esta noite", destacou. "George [Russell] conseguiu encontrar alguma melhora em ritmo de volta única no TL2, mas estamos encontrando os mesmos desafios em ritmo de classificação e nas voltas longas", frisou.

Por fim, Shovlin tentou demonstrar otimismo. Segundo o engenheiro, por identificar os mesmos problemas em ritmo de classificação e corrida, a equipe está confiante de que, resolvendo uma questão, também conseguirá encontrar a resolução para a outra.

"De certa forma, é encorajador", analisou. "Se conseguirmos consertar um lado, o outro também deve melhorar. Porém, não estamos subestimando o trabalho que precisamos fazer para que sejamos mais fortes no resto do fim de semana", finalizou.

GP do Japão continua na noite desta sexta, com o TL3 a partir das 23h (horário de Brasília). No sábado, a classificação está prevista para as 3h. A corrida está marcada para a madrugada de domingo, às 2h.

O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP do Japão, em Suzuka. No sábado e no domingo, classificação e corrida também contam com transmissão em SEGUNDA TELA, NA GPTV, EM PARCERIA COM A VOZ DO ESPORTE.