McLaren promete mudar carro "quase todo" em trilogia de revoluções a partir da Áustria

McLaren promete atualizações que abrangem quase todas as partes aerodinâmicas do carro. Novidades vão dos GPs da Áustria ao da Hungria

As melhores onboards do GP do Canadá (Vídeo: Fórmula 1)

Antes da temporada 2023 da Fórmula 1 começar, ainda durante o lançamento do MCL60, o novo chefe de equipe da McLaren, Andrea Stella, enfatizou a necessidade de ser realista após o time não cumprir metas de desenvolvimento da pré-temporada. O dirigente afirma agora, após oito corridas, que praticamente toda a parte aerodinâmica do carro será atualizada como parte de um pacote que será instalado no carro em três estágios, implementadas entre os GPs da Áustria e Hungria.

A equipe inglesa já fez melhorias no carro, especialmente nas semanas anteriores ao GP do Azerbaijão, quando estreou um pacote de atualizações, com o assoalho sendo revisado e a asa traseira de acordo com a especificação que deveria ter sido utilizada desde o início do ano. Agora, porém, promete verdadeira trilogia da revolução aerodinâmica.

Relacionadas

“A maioria de nossas melhorias veremos ao longo das corridas seguintes, então haverá uma grande revisão no carro implementado durante as etapas da Áustria, Inglaterra e Hungria. No início da temporada, percebemos que o carro precisava de uma reformulação fundamental, então esse redesenho é realmente interessante. Eu diria que praticamente todas as partes aerodinâmicas [vão mudar] - por isso as atualizações serão distribuídas ao longo de algumas corridas. Será perceptível”, informou o chefe de equipe.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Espera-se que aproximadamente metade das melhorias cheguem na próxima etapa em Spielberg, enquanto o restante será dividido entre Silverstone e Budapeste. Isso ocorre após o CEO da McLaren, Zak Brown, concluir uma importante revisão no departamento de design em Woking.

A reavaliação levou à substituição do diretor-técnico James Key por uma estrutura de três partes, além da contratação de David Sanchez, antigo engenheiro-chefe da Ferrari. Stella explicou que as mudanças e o caminho agressivo de desenvolvimento refletem a necessidade desse redesenho do carro.

"Tivemos de refazer até mesmo algumas partes sob a carenagem. Por isso, levou algum tempo para estarmos prontos para entregar essas atualizações. Eu diria que praticamente todo o carro foi alterado”, analisou.

Andrea Stella 'quebra a cabeça' para resolver problemas do MCL60 (Foto: McLaren)

O italiano acrescentou que as atualizações ainda não foram testadas no simulador, mas aumentarão a pressão aerodinâmica do carro. Com isso, a equipe espera uma melhora no tempo de volta. Dado o alcance das mudanças, a McLaren, atualmente na sexta posição no Mundial de Construtores, acredita que as melhorias marcam uma 'possível virada na temporada'.

"Estou apostando nesse pacote, mas ao longo das três corridas em que vamos implementá-lo, deveremos ter melhoria de alguns décimos de segundo - será perceptível em termos de tempo de volta”, explicou o chefe de equipe.

A McLaren volta as pistas entre os dias 30 de junho e 2 de julho, com o GP da Áustria, em Spielberg, nona etapa da temporada 2023 da Fórmula 1. E o GRANDE PRÊMIO acompanha tudo.

HAMILTON X ALONSO É O ‘COMEBACK’ QUE A F1 PRECISA? | WGP