McLaren faz paralelo de comportamento de Piastri com Schumacher e Alonso

Andrea Stella elogiou o comportamento e a personalidade de Oscar Piastri, fazendo comparações com os campeões Michael Schumacher e Fernando Alonso. Australiano renovou com McLaren até 2026

Principal revelação da temporada 2023 da Fórmula 1, Oscar Piastri teve o comportamento como piloto comparado ao dos campeões Michael Schumacher e Fernando Alonso. O paralelo foi traçado por Andrea Stella, chefe de equipe da McLaren, que trouxe o australiano ao grid para este campeonato após o título da Fórmula 2 em 2021.

Stella comentou sobre as primeiras experiências de Oscar no simulador da McLaren e da forma com que o australiano respondeu com a necessidade de melhorias. Até aqui, Piastri somou 42 pontos e ocupa a 11ª colocação no Mundial de Pilotos. Recentemente, o australiano renovou contrato até 2026 com a equipe de Woking.

Relacionadas

"Quando a McLaren queria muito contratar Oscar, olhamos os resultados nas categorias de base, e nos primeiros dias de colaboração, pudemos ver o que ele conseguiu e que havia bons motivos para isso acontecer. Pudemos ver isso na velocidade natural, que você pode relacionar ao talento. E vimos isso no primeiro dia de simulador. A maneira como ele avaliava seu próprio desempenho, dizendo: 'É aqui que estou, é aqui que preciso melhorar.' Correspondia tão bem com o que podíamos ver nos dados que foi bastante impressionante", afirmou o chefe.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Piastri avançou dez posições desde a largada e conseguiu marcar seis pontos (Foto: McLaren)

Stella também fez comparativos de Piastri com a personalidade e comportamento de Michael Schumacher e de Fernando Alonso. Sobre o alemão, citou o fator de tentar tornar o time em uma "família", enquanto sobre o espanhol, mencionou o talento precoce e a busca pela melhoria independente da idade.

"Acho que temos bons exemplos no grid de pilotos que conseguem ser competitivos em idades que não parecem óbvias, pela atitude de continuar melhorando. Então, por este lado, vejo uma similaridade com Fernando. Temos a pessoa atrás do piloto. Para nós, é importante ter certeza que a pessoa que temos não apenas se adapta com nossa cultura, mas vai contribuir para seguir estabelecendo mais a cultura, aos valores e aos comportamentos que nos fazem um time de amigos. Os valores que ele traz para o time, neste sentido, me faz pensar em Michael", completou.

Fórmula 1 volta neste fim de semana, em Suzuka, para o GP do Japão, 16ª etapa da temporada 2023. E o GRANDE PRÊMIO acompanha tudo.