De Verstappen a Sargeant: equipes mexem em unidades de potência para etapa do Japão

Ao todo, sete pilotos — entre eles a dupla da Red Bull, Lewis Hamilton e Fernando Alonso — foram para Suzuka com novos elementos em suas unidades de potência, mas algumas trocas são as últimas permitidas pelo regulamento, o que deixa um grupo considerável pendurado para o restante da temporada

Com a Fórmula 1 se aproximando do último quarto da temporada 2023, várias equipes optaram por mudar elementos em suas respectivas unidades de potência para o fim de semana no Japão. Contudo, alguns itens substituídos já deixam vários pilotos sob o risco de punição em caso de nova troca, como é o caso do duo da Red Bull, Max Verstappen e Sergio Pérez.

Para as atividades que acontecem a partir desta sexta-feira (22), em Suzuka, os taurinos decidiram trocar motor a combustão (ICE), turbo compressor (TC), MGU-H, MGU-K e escapamento do RB19 de ambos os carros. Só que, tirando o escapamento, que pode ser trocado até oito vezes de acordo com o regulamento, todos os demais elementos chegaram ao limite de quatro novos que podem ser usados ao longo do ano.

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Lewis Hamilton é mais um na lista dos pendurados (Foto: Mercedes)

Tal cenário deixa a dupla da Red Bull pendurada, pois se a equipe precisar fazer mais alguma troca de ICE, TC, MGU-H ou MGU-K e o item escolhido não tiver sido usado antes, o piloto sofrerá sanção — nesse caso, perda de posições no grid segundo a quantidade de elementos alterados.

A mesma situação se aplica a Lewis Hamilton, Oscar Piastri, Lance Stroll, Fernando Alonso e Logan Sargeant. Todos foram à pista com novos motores a combustão, turbo, MGU-H e MGU-K, e assim como Verstappen e Pérez, chegaram a quatro de cada um desses itens permitidos pelo regulamento. Uma nova troca acarretará em punições.

A Williams também mexeu na unidade de potência de Alex Albon. O carro #23 terá em Suzuka um escapamento novo — o quinto de oito disponíveis.

Fórmula 1 retorna logo mais, na madrugada de sexta-feira, às 3h (de Brasília, GMT-3), para a disputa do segundo treino livre válido para o GP do Japão. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da temporada 2023 AO VIVO e EM TEMPO REAL.