Hamilton vê W14 "em seu pior momento" na Hungria e critica nova classificação: "Ruim"

Lewis Hamilton saiu mais uma insatisfeito com o W14 e reclamou do novo formato de classificação imposto pela F1, que diminui a quantidade de pneus disponíveis no fim de semana

Lewis Hamilton não escondeu seu descontentamento com a sexta-feira de treinos livres do GP da Hungria. Pelo contrário, não reclamou só do W14 — como já é de costume —, mas também criticou o novo formato de classificação da Fórmula 1, que impõe o uso de pneus duros no Q1, médios no Q2 e macios no Q3, além de diminuir os conjuntos de pneus ao longo do fim de semana (11 ao invés de 13).

"Não estava me sentindo bem. O carro estava em seu pior momento hoje, vamos trabalhar na configuração esta noite. No ano passado, o carro estava péssimo na largada, mas demos a volta por cima. Espero que amanhã ele funcione melhor", disse ele.

Relacionadas

"Só tínhamos um pneu para essa sessão. Essa mudança não é um bom formato para este fim de semana", continuou.

Lewis Hamilton não saiu satisfeito da sexta-feira (Foto: Mercedes)

Max Verstappen também reclamou do novo formato, principalmente pela quantidade de pneus. O heptacampeão, que concordou com o holandês, explica que os testes nos treinos ficam limitados.

"Significa apenas que teremos menos testes nos treinos, o que não é o ideal. Há muitos pneus para pista molhada que são jogados fora a cada fim de semana. Talvez eles devessem pensar em algo assim, em vez de tirar o tempo dos fãs na pista", encerrou.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL. No sábado, o TL3 está marcado para as 7h30, seguido pela classificação, marcada para as 11h. A largada fica para as 10h do domingo.