Hamilton vai de encontro à Mercedes e diz que "não sente grande diferença" no W14 'B'

Lewis Hamilton apontou que o carro não dá a sensação de ser muito distante daquele que começou o ano. E reforçou: não vai ser com ele que vai superar a Red Bull

EMPOLGOU! MERCEDES AVISA QUE META É VENCER GP DA INGLATERRA DE F1 2023

A Mercedes causou muita empolgação em quem esperava algo parecido a uma briga por título — ou vitória que seja — na temporada 2023 da Fórmula 1 quando conquistou dois pódios no GP da Espanha. E voltou ao top-3 na corrida seguinte, no Canadá, com direito a promessa de novidades e o intuito de vencer a corrida na Inglaterra, em algumas semanas. Mas Lewis Hamilton é da opinião que o carro não está assim, tão melhor.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Relacionadas

De acordo com o heptacampeão mundial, o W14 'B' não é tão diferente, ao menos para ele, do carro que começou a temporada 2023. E certamente não enxerga como o bólido que fará a Mercedes voltar à briga pelas primeiras colocações.

"Na realidade, não sinto uma grande diferença para o começo do ano", admitiu. "Há elementos do carro que estão diferentes e, claro, com atualizações, mas é uma questão de simplesmente de ter mais downforce", apontou.

Lewis Hamilton vê o W14 'B' parecido ao carro do começo do ano (Foto: AFP)

"As características do carro são muito, muito semlhantes ao que tínhamos no começo do ano. Para o carro do ano que vem, temos de pegar algumas coisas diferentes e mudar, com certeza", reafirmou.

Apesar das mudanças sobretudo no conceito central do W14, Hamilton entende que a parte estrutural do carro ainda precisa ser modificada.

"Definitivamente não é o carro que, dadas as características, vai ser capaz de vencer a Red Bull ainda, então temos de trabalhar nisso", comentou.

"Por exemplo: a pista estava fazendo pular muito, acho que para todos, mas nosso carro estava muito duro. É o que eu diria que mais desgosto com relação a essa geração de carros. Os carros anteriores eram suaves nas retas", finalizou Hamilton.

A Fórmula 1 volta em duas semanas, entre os dias 30 de junho e 2 de julho, com o GP da Áustria, em Spielberg, nona etapa da temporada 2023. E o GRANDE PRÊMIO acompanha tudo.

MERCEDES NÃO TEM ESCOLHA NA F1: É ASSINAR OU ASSINAR COM HAMILTON