Russell lidera último treino em Abu Dhabi para Mercedes. Verstappen sofre e é 6º

George Russell controlou as ações do terceiro e último treino livre em Abu Dhabi. O piloto da Mercedes liderou por mais de 40 minutos

Se a sexta-feira apresentou um dia altamente incomum para a Fórmula 1, com metade do grid fora do TL1 para dar lugar a novatos e dois acidentes que tiraram 35 minutos de ação do TL2, o sábado (25) começou diferente. O terceiro treino livre correu sem problemas e com os 60 minutos de pista livre, sem sequer uma bandeira amarela. Durante boa parte do tempo, foi George Russell quem esteve na liderança e por lá terminou.

A dianteira de Russell foi contada pela história de três voltas rápidas, uma em cima da outra, que não permitiram que fosse superado quando os adversários ameaçaram chegar perto. Com isso, mostra que a Mercedes tem força para brigar com a Ferrari na classificação, acirrando o duelo pelo vice-campeonato de Construtores.

Relacionadas

Lando Norris foi o segundo colocado e único que realmente se aproximou de Russell, distante apenas por 0s095 e numa volta em que entrou na reta dos boxes como se estivesse um kart: frente presa no chão, traseira solta para tracionar. Oscar Piastri colocou o outro McLaren em terceiro, já 0s392 distante.

Alexander Albon ficou na quarta colocação com a Williams, ao passo que a Ferrari, de quem muito se esperava após o bom rendimento de Charles Leclerc na sexta-feira, preocupar um tanto. Leclerc foi quinto, enquanto Carlos Sainz errou na única volta rápida que deu de pneus macios e ficou na última colocação.

Max Verstappen, em sexto, foi caso à parte. O tricampeão ainda não conseguiu se entender com o carro na pista da marina de Yas: reclamou que está pulando, batendo forte no chão e falta aderência na traseira. Esteban Ocon, Logan Sargeant, Yuki Tsunoda e Guanyu Zhou finalizaram o top-10. Sergio Pérez e Lewis Hamilton ficaram atrás disso, em 11º e 12º, enquanto Fernando Alonso fechou somente no 14º posto com a Aston Martin.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP de Abu Dhabi de Fórmula 1. Logo mais, a classificação começa às 11h (de Brasília, GMT-3). No domingo, a largada está programada para as 10h.

Em SEGUNDA TELA, o GP acompanha a etapa com transmissões da classificação, da sprint e da corrida. Na sexta-feira, no sábado e no domingo, o BRIEFING repercute tudo que acontece na etapa final da temporada 2023.

George Russell tem chances de pole com a Mercedes? (Foto: Mercedes)

Confira como foi o TL3:

Após uma sexta-feira problemática, com metade do grid fora do TL1 para ceder lugar a novatos e menos de metade do TL2 com bandeira verde, pilotos e equipes alinhavam para um dos terceiros treinos mais importantes da temporada. As simulações de corrida ficaram para a manhã do sábado, mesmo com a disparidade climática em relação ao horário da largada.

Às 14h30 do horário local (7h30 de Brasília), a temperatura ambiente apontava 28°C e 43°C no asfalto. E não houve tempo para esperar conforme o pit-lane abriu. De cara, Lewis Hamilton saiu junto de Fernando Alonso, Carlos Sainz e Lance Stroll. Hamilton estava de pneus médios, enquanto Sainz ia de médios e a dupla da Aston Martin, de duros.

É bom destacar que a Pirelli levou a gama mais macia de pneus para o fim de semana do GP de Abu Dhabi.

As voltas rápidas também apareceram logo. Sainz pingou na dianteira ao anotar 1min26s609 e foi 0s003 mais rápido que Hamilton apesar dos pneus um tanto menos aderente. Para Carlos, após o acidente do começo do TL2, a sessão era bastante importante. Além dele, Nico Hülkenberg também se acidentou na sessão da sexta-feira.

A pista encheu rapidamente e, já nos primeiros minutos, a tabela de tempos contava com 18 dos 20 pilotos: apenas Daniel Ricciardo e Yuki Tsunoda, dupla da AlphaTauri, sobrava sem tempo registrado.

E Sergio Pérez continuava sendo mais veloz que Max Verstappen, com direito a pular para a ponta. No sábado, o consultor da Red Bull, Helmut Marko, admitiu que 'Checo' estava mais rápido que Max, porque o tricampeão estava com muitas dificuldades de aderência no primeiro setor da pista.

Enquanto isso, Verstappen relatava que o carro escorregava muito de traseira e ainda faltava aderência. "A traseira está bastante solta. [Estou] escorregando muito", afirmou. O vento, com rajadas de até 30 km/h, era outro fator que fazia os pilotos lamentarem. Hülkenberg disse que tornava o carro "incerto" no rádio da Haas.

Conforme os pneus macios foram aparecendo, após 15 minutos de atividade, na simulação de classificação tradicional, George Russell foi quem conseguiu superar Pérez e pular para 1min24s829: vantagem de 0s588.

Daniel Ricciardo foi o último a dar volta rápida no TL3 em Abu Dhabi (Foto: Red Bull Content Pool)

Na marca de metade da atividade, Russell liderava com Verstappen, Oscar Piastri e Pérez logo atrás. Stroll, Alonso, Lando Norris, Alexander Albon, Logan Sargeant e Hamilton finalizavam o top-10. Os pilotos da AlphaTauri enfim já haviam garantido voltas velozes como todos os outros.

A questão é que, depois de poucas voltas rápidas, as atenções se voltaram agressivamente para simulações de corrida. Desta feita, a movimentação na pista era pequena. O que dava para dizer é que a Ferrari não tinha muito interesse em dar voltas lançadas e era a única equipe sem usar pneus macios na atividade.

A Williams estava sempre nas cercanias do top-10, dentro ou colada nele. Albon mostrava se entender bem com a pista, enquanto Sargeant ainda tinha obrigação de se provar. Afinal, é o único piloto que chegava à decisão da temporada sem a notícia da renovação contratual para 2024.

E foi justamente a Williams quem reabriu a fila de voltas velozes com 18 minutos para o fim da sessão. Albon pulou para o segundo tempo, seguido por Sargeant, em quarto. Entre os dois, Esteban Ocon, enquanto o outro piloto da Alpine, Pierre Gasly, foi para quinto. Valtteri Bottas, que mostrou velocidade com a Alfa Romeo, vinha também, mas errou logo na primeira curva e travou os pneus.

Charles Leclerc ficou na quinta colocação do TL3 (Foto: AFP)

Sem abrir muito a guarda, Russell também voltou para o modo de classificação e reforçou a dianteira ao guardar o tempo de 1min24s418. Norris entrou um pouco depois e vinha em boa volta, mas entrou de maneira engraçada na última curva: o carro ficou com a frente firme e jogou a traseira, como se fosse um kart. Mesmo assim, foi para o segundo posto.

Verstappen continuava tentando se encontrar com o carro na marina de Yas, mas estava difícil. Na tentativa de volta rápida com oito minutos para o fim da atividade, passou além dos limites da pista e desistiu. "O carro continua batendo no chão. Não sei o que é", relatou.

Ainda faltava a volta rápida dos pilotos da Ferrari, que viria depois disso. Mas Charles Leclerc pulou somente para a quinta colocação, após liderar o TL2. Um tanto decepcionante após o ritmo forte imposto na sexta-feira. Sainz ficou ainda mais atrás.

Não haveria novas mudanças. Assim como no TL1, George Russell foi quem liderou o TL3 sob o sol do emirado. Mercedes confirmava estar na briga pela pole.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

F1 2023, GP de Abu Dhabi, Yas Marina, TL3:

1G RUSSELLMercedes1:24.418 
2L NORRISMcLaren Mercedes1:24.513+0.095
3O PIASTRIMcLaren Mercedes1:24.810+0.392
4A ALBONWilliams Mercedes1:24.929+0.511
5C LECLERCFerrari1:25.099+0.681
6M VERSTAPPENRed Bull Honda1:25.153+0.735
7E OCONAlpine1:25.194+0.776
8L SARGEANTWilliams Mercedes1:25.205+0.787
9Y TSUNODAAlphaTauri Honda1:25.222+0.804
10G ZHOUAlfa Romeo Ferrari1:25.258+0.840
11S PÉREZRed Bull Honda1:25.259+0.841
12L HAMILTONMercedes1:25.292+0.874
13P GASLYAlpine1:25.303+0.885
14F ALONSOAston Martin Mercedes1:25.343+0.925
15L STROLLAston Martin Mercedes1:25.405+0.987
16V BOTTASAlfa Romeo Ferrari1:25.420+1.002
17N HÜLKENBERGHaas Ferrari1:25.584+1.166
18D RICCIARDOAlphaTauri Honda1:25.597+1.179
19K MAGNUSSENHaas Ferrari1:25.652+1.234
20C SAINZFerrari1:25.713+1.295
🔴AO VIVO! F1 2023 em ABU DHABI: tudo sobre os treinos livres | Briefing