F1 admite mudar nome do paddock do GP de Las Vegas para evitar relação com assassino

Com GP de Las Vegas se aproximando e obras próximas ao fim, Fórmula 1 encontrou novo problema com o qual tem de lidar

Está quase na hora da estreia do GP de Las Vegas, primeira corrida promovida e organizada nos mínimos detalhes pela própria Fórmula 1. Antes do evento chegar em novembro, contudo, a categoria viu surgir um inesperado problema: o nome do paddock. E já admite mudar.

Acontece que, na semana passada, começaram a surgir burburinhos sobre um mal-estar causado com o nome 'paddock', atribuído desde que o mundo é mundo para designar a estrutura em que ficam as garagens e que abriga carros, pilotos, funcionários das equipes, oficiais de prova e convidados ao longo de um fim de semana de corrida.

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

O motivo nada tem a ver com a F1 ou com qualquer tipo de corrida. Alguns membros da comunidade local, desavisados com costumes e nomes da categoria, passaram a acreditar que o nome paddock tinha algum tipo de ligação com Stephen Paddock, assassino que abriu fogo no público durante o Las Vegas Route 91 Harvest Festival, um festival de música, em outubro de 2017.

O atirador matou 58 pessoas no pior caso de tiroteio em massa nos Estados Unidos. Cerca de 500 pessoas ainda ficaram feridas no ataque causado pelo homem, que se suicidou antes de ser pego pela polícia.

Fórmula 1 vai passar ao lado do famoso Bellagio, em Las Vegas (Foto: Reprodução)

Inclusive, o paddock do GP de Las Vegas será uma das únicas estruturas fixa, que vai permanecer estabelecida ao longo do ano. No mês de agosto, o Liberty Media, detentor dos direitos comerciais da F1, anunciou que a construção estava 85% finalizada. “Esperamos que os investimentos de infraestrutura para paddock e pista em Vegas na casa de US$ 400 milhões", chegou a admitir Brian Wilding, diretor-financeiro do Liberty.

De acordo com o jornal Las Vegas Review-Jounal, porém, houve uma reunião recente entre a F1, representada por Stephanie Allen, e os administradores do Condado de Clark, onde fica a cidade de Las Vegas. No encontro, Allen admitiu que os responsáveis pelo evento consideram mudar o nome.

Ao todo, o prédio que vai abrigar o paddock — ou qualquer que seja o nome — terá 300.000 m² e quatro andares. A corrida está marcada para o fim de semana dos dias 16, 17 e 18 — um sábado.

MERCEDES 'MACHUCANDO' HAMILTON na F1 + FIM de PÉREZ na RED BULL? | WGP