FIA investiga Stroll por "violação de regras e políticas" durante GP do Catar

Federação não explicou quais incidentes foram cometidos por Lance Stroll no Catar. Piloto canadense empurrou próprio treinador dentro dos boxes e detonou a entidade por conta da exaustão e de punições

Lance Stroll (Vídeo: F1TV)

O departamento de compliance da FIA anunciou, nesta terça-feira (10), que está em discussões com o piloto canadense Lance Stroll à respeito de diversos incidentes que podem ter infringido regras, políticas e procedimentos da Federação durante o GP do Catar, disputado no último domingo (8).

O fim de semana de Stroll foi cercado de polêmicas. Na sexta-feira, após a sessão de classificação, o canadense foi visto empurrando o próprio preparador físico dentro dos boxes da Aston Martin em frustração após ser eliminado ainda no Q1. Ele minimizou a situação.

Relacionadas

“Foram boas [as conversas]. Ele é um irmão. Passamos por nossas frustrações juntos e andamos juntos, então estamos bem. Estamos em uma rotina e não está melhorando. A frustração está, eu acho, em todo o grupo agora. Quero dizer, queremos fazer melhor, queremos melhorar, mas é apenas uma luta agora. Eu odeio ter um dia ruim. Isso não vai mudar”, afirmou Stroll.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Lance Stroll (Foto: AFP)

Em 2018, Max Verstappen foi punido pela FIA após empurrar Esteban Ocon na pesagem após o GP do Brasil. Na ocasião, Ocon causou um choque que tirou o holandês da liderança. A sanção ao piloto da Red Bull foi de dois dias de "serviço comunitário" no eP de Marrakesh da Fórmula E, em janeiro de 2019.

Na corrida de domingo, na qual Lance foi 11º colocado, Stroll revelou exaustão por conta do desgaste físico excessivo no Catar e que até apagou em determinadas curvas devido à pressão da força G aliada com o cansaço. O canadense detonou a FIA pelas punições por limite de pista distribuídas durante a prova.

“É uma piada que eles estejam aplicando punições por isso. Eles não entendem o que é a Fórmula 1 hoje em dia. O que eles estão nos fazendo passar é que recebemos essas punições de limite de pista e eles estão tornando a pista mais estreita e dizendo que não podemos passar por cima da zebra porque os pneus irão falhar”, disparou Lance.

Fórmula 1 volta daqui a duas semanas, entre os dias 20 e 22 de outubro, em Austin, com o GP dos Estados Unidos, o primeiro da última perna tripla da temporada. E o GRANDE PRÊMIO acompanha tudo.