FIA identifica “lacuna notável” e vai elaborar propostas para equalizar motores

Reunião da Comissão de F1 na Bélgica deu inicio ao trabalho do Comitê Consultivo de Unidades de Potência, que elaborar propostas para equalizar motores. A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) identificou um “lacuna notável de desempenho entre os competidores”

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) confirmou nesta sexta-feira (28) que identificou uma “lacuna notável de desempenho” entre os motores usados na Fórmula 1. Assim, as equipes aprovaram o início dos trabalhos do Comitê Consultivo de Unidades de Potência, que vai elaborar propostas de equalização.

De acordo com fontes da publicação inglesa Autosport, o estudo do desempenho dos propulsores feito pela entidade máxima nesta primeira parte da temporada 2023 indicou que o motor Renault usado pela Alpine está entre 15 e 25 Kw (20 e 33 hp) abaixo dos rivais.

Motor Renault da Alpine está muito abaixo dos rivais (Foto: AFP)

Relacionadas

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Nesta sexta-feira, a Comissão de F1 se reuniu em Spa-Francorchamps para tomar decisões sobre o futuro do esporte. De acordo com a FIA, já tinha ficado acertado no início do atual ciclo de regulamento de motores que o congelamento poderia ser revisto a partir de 2023 para que as discrepâncias entre os fabricantes não se estendessem por um longo período.

“Em relação às unidades de potência, no início deste ciclo de regulações, ficou acordado com os fabricantes de unidades de potência que haveria a possibilidade de ajustamento da performance da PU a partir de 2023 para evitarmos uma significativa diferença de performance por um longo período”, disse a FIA. “A FIA tem analisado a performance das PU dos carros durante a primeira metade de 2023, e concluiu que existe uma lacuna notável de desempenho entre os competidores”, seguiu.

“Com base no compromisso com as fabricantes, e nas diferenças de performance reportadas acima, a Comissão de F1 discutiu maneiras de remediar essa discrepância”, contou. “Os fabricantes de unidades de potência representados na Comissão concordaram em dar um mandato ao Comitê Consultivo de Unidades de Potência para considerar este tópico e apresentar propostas à Comissão”, completou.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da temporada 2023 AO VIVO e em TEMPO REAL. Sábado e domingo, ainda tem a transmissão em segunda tela, em parceria com a Voz do Esporte, no canal 1 do GP no YouTube. A classificação está marcada para logo mais, às 12h (de Brasília, GMT-3).