Ferrari admite surpresa com desempenho da Alfa Romeo na Hungria: "Deu uma lição"

Frédéric Vasseur, chefe de equipe da Ferrari, admitiu que ficou decepcionado com o desempenho da equipe na classificação para o GP da Hungria

Chefe de equipe da Ferrari, Frédéric Vasseur não poupou palavras duras sobre o desempenho da equipe durante a classificação do GP da Hungria de Fórmula 1 deste sábado (22). O francês, que viu Charles Leclerc em sexto e Carlos Sainz apenas em 11º, deixou claro que não há desculpas para justificar a performance do time. O dirigente ainda falou que a Alfa Romeo deu uma lição de gestão do fim de semana. O ex-time de Vasseur e Leclerc, afinal, é cliente dos italianos.

Vasseur vê a Alfa Romeo como a surpresa do fim de semana até agora, depois de colocar seus pilotos em quinto e sétimo na classificação. O francês destaca que sua antiga equipe fez um ótimo trabalho em entender o carro e progrediu significativamente sem a necessidade de trazer melhorias específicas para Budapeste. 

Relacionadas

"Acho que todo mundo ficou surpreso com a Alfa Romeo. Eles não trouxeram nenhuma melhoria para esta corrida e nos deram uma boa lição. Todos nós estávamos concentrando nas atualizações e eles não vieram com nada especial. No entanto, passaram das últimas para as primeiras posições, usaram bem o pacote que tinham e progrediram", disse Vasseur após a classificação na Hungria.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Vasseur afirmou que Ferrari terá de arriscar mais nas primeiras voltas da corrida de domingo (Foto: AFP)

Além disso, o dirigente de 55 anos ainda comentou que a nova alocação de pneus para a classificação, com os duros no Q1, médios no Q2 e macios no Q3, não tiveram nenhuma influência no desempenho da Ferrari.

“Nossa performance hoje não tem nada a ver com o novo formato, que é o mesmo para todos. Tivemos dificuldade em ter uma visão clara da nossa situação antes da classificação, mas o que nos decepcionou foi não termos feito um bom trabalho em termos de gestão dos pneus. No final, com Charles, perdemos a oportunidade de estar uma fila mais à frente no grid por menos de 0s1. Estávamos acompanhando Lewis [Hamilton] durante toda a sessão, mas não conseguimos fazer o mesmo no final”, resumiu o francês.

"O calor e as condições da pista afetaram o desempenho, mas não estamos procurando desculpas. Esperávamos mais desta classificação. Não foi perfeita", acrescentou.

Vasseur revela que, como não tem muitas informações sobre o ritmo de corrida das outras equipes, não pode opinar se a Ferrari consegue evoluir na tabela de posições. “Quanto à corrida, é difícil dizer como será desenvolvida, porque as equipes fizeram suas simulações ontem com compostos diferentes. As condições da pista serão completamente diferentes de sexta-feira, o que significa que todos entraremos às cegas, já que tivemos poucas voltas com muito combustível durante a manhã”, explicou.


Fórmula 1 retorna neste domingo (23) para a disputa do GP da Hungria, com largada prevista para as 10h (de Brasília, GMT-3). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da temporada 2023 AO VIVO e em TEMPO REAL. Antes, a partir das 9h40, o GP abre a transmissão em segunda tela no canal 1 do YouTube, em parceria com a Voz do Esporte.