Ocon critica FIA e pede que "todo o top-10 seja checado" para violações no assoalho

Esteban Ocon não concorda com o método de avaliação da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), e afirmou que todos os carros do top-10 precisam ser inspecionados após as corridas

O desgaste nas pranchas do assoalho, que deram o que falar nos Estados Unidos após a desclassificação de Lewis Hamilton e Charles Leclerc, ainda é tema de discussão no paddock da Fórmula 1, e Esteban Ocon se pronunciou sobre o caso. Questionado pelo GRANDE PRÊMIO, o titular da Alpine afirmou que não concorda com a forma que a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) fiscaliza os carros, e sugeriu que a entidade deve fazer a checagem em todos os modelos que terminam na zona de pontos.

Hamilton e Leclerc foram desclassificados do GP dos Estados Unidos depois de a FIA identificar um desgaste excessivo da prancha do assoalho nos carro #44 e #16. As equipes atribuíram a irregularidade ao asfalto acidentado do Circuito das Américas e ao formato sprint, que impede mudanças nos bólidos após a classificação de sexta-feira.

Relacionadas

Depois de sofrer com algo parecido no GP do Azerbaijão, e fazer alterações na suspensão após a classificação, Ocon espera que o problema não se repita durante o GP de São Paulo.

“Acho que todas as equipes sabem como ficam suas pranchas depois das corridas. Então, há um fator de performance nisso, é claro, e você precisa estar dentro das regras. Não é uma tarefa fácil, porque você só tem uma sessão e não costuma fazer stints longos no TL1. Pode acontecer com todo mundo, já aconteceu em Austin, mas espero que não seja com a gente. Já pagamos o preço em Baku", lembrou o titular da Alpine.

Para Ocon, os carros que terminam no top-10 deveriam ser inspecionados (Foto: Rodrigo Berton/Warm Up)

Questionado pelo GRANDE PRÊMIO se achava justo a forma com que a FIA escolhe os carros a serem inspecionados após a corrida, o francês foi direto.

“Acho que todo o top-10 precisa ser checado ao fim da corrida. Todos que estavam marcando pontos, indo ao pódio, eram analisados depois das corridas. Tenho certeza de que, se mais carros fossem inspecionados, encontrariam mais problemas”, finalizou Ocon.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL e cobre o GP de São Paulo de Fórmula 1 ‘in loco’ com Evelyn Guimarães, Gabriel Carvalho, Gabriel Curty, João Pedro Nascimento, Luana Marino, Pedro Henrique Marum e Rodrigo Berton. Em SEGUNDA TELA, o GP acompanha a etapa com transmissões da classificação, da sprint e da corrida. Na sexta-feira, no sábado e no domingo, o BRIEFING repercute tudo que acontece na etapa brasileira.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!