Ricciardo recorda batalha e defesa contra Schumacher em 2012: "Ele é Deus"

Na semana do aniversário de Michael Schumacher, Daniel Ricciardo recordou batalha com heptacampeão mundial que ajudou a "impulsionar confiança" nos tempos de Toro Rosso

Heptacampeão mundial, Michael Schumacher completou 54 anos de idade na última terça-feira (3). Em meio a ao estado de saúde cercado de mistério e poucas informações nove anos após o acidente de esqui nos alpes franceses, o alemão teve um momento relembrado por Daniel Ricciardo, com quem compartilhou o grid na Fórmula 1 em 2011 e 2012.

Em entrevista ao site Speecafe, Ricciardo relembrou uma batalha com Schumacher no GP do Japão de 2012, valendo o décimo lugar. Na ocasião, o australiano era piloto da Toro Rosso, enquanto o alemão representava a Mercedes. Daniel afirmou que se sentiu intimidado, mas que conseguiu defender a posição e garantir o ponto.

Relacionadas

"Eu defendi contra Schumacher durante a última parte da corrida e ganhei o ponto em décimo. Foi mais como…sim, eu ainda era intimidado por ele naquele ponto. Eu pensava: 'Ele é Deus'. Quando ele me alcançou, se houvesse aposta ao vivo, eu não teria apostado em mim mesmo que iria segurá-lo nas próximas dez voltas. O fato de eu ter feito isso e o nível se conforto que senti ao defendê-lo me surpreendeu com minha habilidade de corrida", declarou Ricciardo.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Ricciardo relembrou batalha com Michael Schumacher (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

A batalha no Japão foi uma das 6 ocasiões em que Daniel pontuou na temporada 2012. O australiano seguiu na Toro Rosso no ano seguinte, e em 2014 se transferiu para a Red Bull, onde conquistou 7 de suas 8 vitórias na Fórmula 1, se tornando um dos pilotos mais populares e condecorados do grid. Schumacher deixou o esporte ao fim daquele ano.

"Depois disso, eu cresci muito meu nível de confiança, foi uma corrida muito importante para mim, que não é falado porque terminei em décimo. Particularmente, foi algo grande. Ele me parabenizou na corrida seguinte pela defesa durante o desfile dos pilotos. Eu lembro dele vir e falar: "Bom trabalho na defesa semana passada". Para mim, ter a confirmação de alguém como ele, na minha idade e naquele ponto da carreira, foi gigante. Talvez ele não saiba, mas ele impulsionou minha confiança", concluiu Daniel.

Ricciardo está fora do grid em 2023. Após duas temporadas abaixo da média pela McLaren, o australiano teve o fim do contrato antecipado e não arranjou outra vaga de titular. Ele retornou para a Red Bull, equipe na qual correu entre 2014 e 2018, no posto de piloto de testes e demonstrações.