Confira declarações dos pilotos após classificação do GP da Holanda de F1 2023

Max Verstappen continua imbatível na temporada 2023 da F1, e largará uma vez da pole. McLaren e Williams também foram bem na classificação em Zandvoort

Max Verstappen continua em fase impecável na F1 2023. Correndo diante de sua torcida, o holandês cravou o melhor tempo na classificação do GP dos Países Baixos. A marca do piloto da Red Bull neste sábado (26), foi de 1min10s567, uma vantagem de 0s537 para Lando Norris, que vai largar ao lado do bicampeão mundial na primeira fila com a McLaren.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Relacionadas

A terceira colocação ficou com George Russell, que conseguiu levar a Mercedes para o alto da tabela de tempos, ao contrário de seu companheiro de equipe, Lewis Hamilton, que só foi até o Q2. Alexander Albon fez uma classificação surpreendente e garantiu a quarta posição, à frente de Fernando Alonso e Carlos Sainz. Com isso, o grid tem seis equipes diferentes nas seis primeiras posições.

Sergio Pérez ficou sem sétimo, seguido por Oscar Piastri. Charles Leclerc e Logan Sargeant bateram no Q3, mas ainda partem da quinta fila, com o americano passando pela primeira vez à última parte da classificação e sendo o primeiro de seu país a largar entre os dez primeiros em 30 anos, desde o GP da Itália de 1993, com Michael Andretti.

George Russell, Max Verstappen e Lando Norris foram os três primeiros na classificação (Foto: AFP)

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP da Holanda, em Zandvoort, 13ª etapa da temporada 2023. No sábado e no domingo, classificação e corrida também contam com transmissão em SEGUNDA TELA, NA GPTV, EM PARCERIA COM A VOZ DO ESPORTE. No domingo, a largada está marcada para as 10h (de Brasília, GMT-3).

Confira as declarações dos pilotos após a classificação do GP da Holanda de Fórmula 1:

Max Verstappen, pole-position: Verstappen admite classificação “complicada” na Holanda: “Foi preciso correr alguns riscos”

Lando Norris, segundo: 2º, Norris admite que torceu por “vacilo” de Verstappen: “Frustrante que ele não erra”

George Russell, terceiro: Russell comemora 3º lugar no grid na Holanda e elogia “ideias frescas” da Mercedes

Alexander Albon, quarto: Albon vê “classificação especial” na Holanda e admite surpresa com força da Williams

Fernando Alonso, quinto: Alonso se diz “esgotado” após classificação “muito estressante” do GP da Holanda

Carlos Sainz, sexto: Sainz vê 6º lugar “melhor que esperado” em “fim de semana do avesso” na Holanda

Sergio Pérez, sétimo: Pérez lamenta tática da Red Bull, mas ainda mira pódio na Holanda: “Espero recuperar”

Oscar Piastri, oitavo: Piastri lamenta 8º na classificação, mas confia em “carro rápido” no GP da Holanda

Charles Leclerc, nono: Leclerc assume culpa por acidente no Q3, mas vê Ferrari “difícil de pilotar” na Holanda

Mesmo com acidente no Q3, Sargeant conseguiu a melhor posição de largada de um americano em 30 anos (Foto: Williams)

Logan Sargeant, décimo: Sargeant “não entendeu”, mas lamenta “erro milimétrico” que causou batida na Holanda

Lance Stroll, 11º: "O carro estava se comportando bem hoje, então é frustrante ficar de fora do Q3 por uma margem tão pequena. Olhando para trás, saímos um pouco cedo demais para minha última volta, a pista estava secando rapidamente e os pneus não aguentaram fazer uma segunda volta rápida. Acredito que estamos em uma boa posição para amanhã. O carro está competitivo, e eu fui capaz de pressionar em um circuito desafiador, o que foi divertido. Sabemos que o pelotão está extremamente equilibrado aqui e ultrapassar pode ser difícil, mas se maximizarmos nossas oportunidades na corrida, acredito que podemos marcar bons pontos para a equipe."

Pierre Gasly, 12º: "Acho que hoje poderia ter sido melhor e estamos começando fora dos dez primeiros amanhã, com trabalho a fazer. As condições não estavam fáceis na pista molhada, mas ainda assim foi muito divertido e um bom desafio. Vamos analisar o que poderíamos ter feito melhor hoje, pois definitivamente alguns pequenos detalhes não funcionaram, especialmente no Q2. Como equipe, continuaremos trabalhando, nos esforçando, e o objetivo é marcar pontos amanhã, o que tenho certeza de que podemos conseguir."

Lewis Hamilton, 13º: Hamilton culpa pneus por 13º e duvida de recuperação no GP da Holanda: “Pista difícil”

Nico Hülkenberg, 14º: "Sinto que tivemos uma classificação sólida e fizemos o que foi possível. Conseguimos acertar a hora de ir para a pista em toda a sessão, o que também é fácil de errar nessas condições, mas não foi o suficiente em termos de ritmo. Foi um quadro semelhante ao de ontem. Abordaremos amanhã com a mente aberta, pressionaremos forte e faremos o que pudermos, mas minhas expectativas não são muito altas, francamente."

Charles Leclerc bateu no Q3 em Zandvoort (Foto: reprodução/F1 TV)

Guanyu Zhou, 15º: "As condições estavam mais complicadas do que de manhã, mas acho que estava tudo OK e tivemos uma boa chance de chegar ao Q2. Infelizmente, não fomos capazes de maximizar nossa última volta: tive uma derrapagem enorme na última curva, onde estava mais molhado, e perdi a vaga no Q2 por uma pequena margem. Hoje não foi fácil, todos estavam com problemas para encontrar algum espaço e foi difícil fazer a volta perfeita. Mais cedo, de manhã, quando a chuva estava mais forte, talvez o carro estivesse com um ritmo melhor. Espero que amanhã seja outro dia caótico que nos dê mais oportunidades para avançar."

Esteban Ocon, 16º: "Infelizmente, não foi um bom dia para nós hoje. É a primeira vez que saio no Q1 nesta temporada, então isso é muito decepcionante. Na pista, as condições estavam complicadas para todos e do nosso lado, tivemos dificuldades em muitas áreas, especialmente com a estabilidade geral e em curvas de alta velocidade. Temos de analisar o que aconteceu hoje e ver o que podemos fazer para nos colocar em uma posição mais forte na corrida. Já comecei em posições mais baixas antes e consegui marcar pontos, então esse continua sendo o objetivo e lutaremos até o final para estar entre os dez primeiros."

Yuki Tsunoda, 17º: "As condições hoje estavam complicadas e considerando que Liam [Lawson] teve apenas o TL3 para pilotar o carro, definitivamente fez um bom trabalho em seu primeiro dia. Para mim, a classificação foi frustrante. A equipe fez o melhor para me levar até o Q2, mas definitivamente há margem para melhora de minha parte, especialmente na comunicação por rádio para mantê-los atualizados sobre as condições da pista. Acredito que o carro tinha o ritmo para chegar ao Q3, então sinto que não maximizei meu desempenho, o que é a coisa mais frustrante, porque você sempre quer sentir que deu o seu melhor. As condições estavam realmente difíceis, e peguei tráfego em vários lugares, mas era igual para todos. É o que é, e é aprendizado para o futuro. Será difícil ultrapassar amanhã, mas as condições serão diferentes, e faremos o que pudermos, obviamente visando os pontos."

Liam Lawson faz sua estreia na F1 no GP da Holanda (Foto: Red Bull Content Pool)

Kevin Magnussen, 18º: "Meio que me coloquei nessa situação ao danificar o carro no TL3 e não fazer nenhuma volta com pista molhada antes da classificação. Eu dei o meu melhor, mas não fui rápido o suficiente para entrar no Q2. Danificamos a nova asa dianteira, então infelizmente não poderemos usá-la pelo resto do fim de semana e acho que a peça estava ajudando, então teremos de nos virar na corrida."

Valtteri Bottas, 19º: "Estávamos entre os dez primeiros em todas as sessões, então sair no Q1 é extremamente frustrante. Estou perplexo, porque a sensação no carro foi bastante similar ao TL3, nossas voltas estavam boas, mas estamos dez posições atrás do que estávamos anteriormente. As condições na pista eram complicadas, mas não muito diferentes do início do dia, então não tenho explicação para isso: o aquecimento dos pneus parece ser o maior problema, mas precisamos encontrar mais respostas para amanhã. A corrida não será fácil, largando em 19º, mas daremos o nosso máximo: espero que a classificação tenha sido um caso isolado, e se for uma corrida na chuva, pode ser movimentada e, com isso, ganharmos algumas posições."

Liam Lawson, 20º: Lawson só torce por “corrida tranquila” e admite ter de “reaprender” caso não chova