Leclerc analisa duelo com Verstappen na sprint dos EUA: "Tive espaço e tentei"

Charles Leclerc buscou explicar a tentativa de manobra sobre Max Verstappen na largada da corrida sprint dos Estados Unidos. Monegasco também abordou crescimento da Mercedes

Charles Leclerc terminou a corrida sprint do GP dos Estados Unidos na terceira posição. Neste sábado (21), o monegasco da Ferrari até largou da primeira fila e tentou tirar Max Verstappen da liderança na largada, mas perdeu espaço e acabou superado até pelo inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, que tomou o segundo lugar e não perdeu mais.

Na entrevista pós-corrida sprint, Leclerc analisou a largada, onde viu um Verstappen agressivo, e também sobre o ritmo da Mercedes. Hamilton chegou a estar em distância de DRS de Max no início da prova. Eventualmente, acabou terminando 9s atrás do vencedor, enquanto Charles ficou 18s atrás da bandeira quadriculada.

Relacionadas

"Houve uma oportunidade, um espaço e eu tentei. É claro que era apertado. Perdi uma posição para Lewis, mas eles [Mercedes] estavam mais rápidos em ritmo de corrida, esperávamos eles melhores, e foram. Então, precisamos trabalhar para entender o que podemos fazer de melhor para estar um passo à frente amanhã", analisou Leclerc.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Charles Leclerc fez o possível para atacar Max Verstappen na saída e acabou vulnerável (Foto: Reprodução/F1)

No domingo, Charles largará da pole-position pela terceira vez em 2023, com Verstappen apenas em sexto. Na corrida sprint, a Ferrari foi a única a ousar na escolha de pneus, já que Carlos Sainz fez toda a prova com os compostos de borracha macios, em vez dos médios utilizados pelo restante do pelotão. O espanhol foi quinto.

"No fim, temos muitos dados para analisar. Ter dois carros em estratégias diferentes, acho que isso funciona como um bônus para nós porque sabemos como os macios estão funcionando para amanhã. Espero tirar vantagem disso e vencer amanhã", concluiu.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP dos Estados Unidos de Fórmula 1. No domingo, a corrida oficial larga às 16h (de Brasília, GMT-3). O GRANDE PRÊMIO ainda exibe classificação, corrida curta e a corrida em segunda tela, em parceria com a Voz do Esporteatravés da GPTV — o início das transmissões se dá 15 minutos antes das atividades.