Aston Martin lamenta abandono de Alonso, mas sai feliz após "boa recuperação" nos EUA

Chefe da Aston Martin, Mike Krack admitiu que o abandono de Fernando Alonso, com problemas no assoalho, foi um fator de lamentação para a equipe nos EUA. Por outro lado, recuperação após largada dupla do pit-lane deixou sensação positiva

O GP dos EUA, disputado no último domingo (22), parecia fadado ao fracasso para a Aston Martin depois que a equipe decidiu alterar seus dois carros após a classificação, o que causou punições a Fernando Alonso e Lance Stroll que precisaram largar do pit-lane. No entanto, os dois pilotos conseguiram recuperações importantes e chegaram até o top-10, o que alterou o panorama da corrida.

Alonso, porém, sofreu uma decepção e precisou abandonar com 49 de 56 voltas completadas. Stroll seguiu até o fim e terminou na nona colocação, mas subiu para sétimo após as desclassificações de Lewis Hamilton e Charles Leclerc.

Relacionadas

Chefe da equipe, Mike Krack fez um panorama do fim de semana e disse que, considerando tudo que a equipe passou depois de dois dias sem competitividade, o domingo trouxe boas notícias para as quatro etapas restantes da temporada. Pelo lado ruim, o abandono de Alonso deixou o time com um gosto amargo na boca.

"Quando você considera tudo que aconteceu neste fim de semana, incluindo a largada do pit-lane com os dois carros, marcar dois pontos com Lance [Stroll] representa uma boa recuperação", disse Krack. "Lance gerenciou bem a corrida, cuidou dos pneus e entregou tempos realmente competitivos, além de ultrapassagens decisivas", elogiou.

Lance Stroll foi nono, mas ganhou duas posições com exclusões de Hamilton e Leclerc (Foto: Aston Martin)

"Fernando [Alonso] também parecia destinado a marcar pontos até sofrer danos no assoalho, o que o forçou a abandonar com sete voltas para o fim", lamentou Krack. "Coletamos dados valiosos das últimas atualizações na corrida. Esses dados vão render dividendos para as próximas etapas, já que seguimos melhorando o acerto do AMR23", destacou.

Depois de ver o ritmo cair ao longo da temporada e perder o quarto lugar no Mundial de Construtores para a McLaren, a Aston Martin voltou a imprimir um ritmo eficiente nos EUA e saiu com uma sensação positiva. Krack agradeceu ao trabalho da equipe pelas atualizações levadas a Austin e espera estender a boa fase na próxima etapa, na Cidade do México.

"Quero agradecer a todos na fábrica da Aston Martin, em Silvestone, e também ao pessoal de Austin pelos esforços nas últimas semanas com as novas atualizações do carro", ressaltou. "Estamos ansiosos para voltar à pista na semana que vem, no México", finalizou.

Fórmula 1 retorna já no próximo fim de semana, com o GP da Cidade do México, no Autódromo Hermanos Rodríguez, para a 19ª etapa da temporada 2023.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!