AlphaTauri se torna 1ª equipe a usar 4 pilotos na mesma temporada da F1 desde 2017

A AlphaTauri, com Liam Lawson na vaga do lesionado Daniel Ricciardo, vai ser a primeira equipe a ter quatro pilotos em um mesmo ano na F1 desde 2017, quando ela própria, ainda sob o nome de Toro Rosso, empilhou trocas em uma temporada em que começou com Carlos Sainz e Daniil Kvyat e terminou com Pierre Gasly e Brendon Hartley

Seis anos depois de promover um dos maiores 'troca-trocas' que a F1 já viu, ainda sob o nome de Toro Rosso, a AlphaTauri foi obrigada, nesta sexta-feira (25), após o forte acidente de Daniel Ricciardo, a promover uma mudança que a fez atingir quatro pilotos diferentes na mesma temporada, algo que a categoria não via justamente desde 2017.

Ricciardo quebrou o punho ao se chocar com o muro durante o treino livre 2 de Zandvoort e, assim, vai ser substituído por Liam Lawson, que faz a estreia na F1 neste fim de semana no GP da Holanda. O time italiano, anteriormente, já havia colocado o próprio Daniel na vaga de Nyck de Vries, por escolha técnica, antes do fim da primeira metade do campeonato. Yuki Tsunoda é o único piloto da AlphaTauri que disputou todas as etapas no ano.

Relacionadas

Já em 2017, o caos foi muito maior. Daniel Kvyat e Carlos Sainz começaram o ano como titulares, mas o espanhol largou o time na reta final e migrou para a Renault, no lugar do sacado Jolyon Palmer. Enquanto isso, o russo, na enorme espiral negativa pós-rebaixamento da Red Bull, foi trocado por Pierre Gasly. E Brendon Hartley entrou no lugar de Sainz.

Liam Lawson vai ter a primeira chance na F1 com a AlphaTauri (Foto: Red Bull Content Pool)

Mas o tumulto não acabou aí: o próprio Kvyat acabou voltando ao time no GP dos Estados Unidos, isso porque Gasly foi ao Japão tentar o título da Super Fórmula, em etapa que acabou cancelada por condições climáticas. Ou seja, o francês ficou sem a corrida na F1 e sem o título. Mas reassumiu o cockpit ao lado de Hartley no México, na semana seguinte.

De 2017 para cá, seja por questões médicas ou escolhas técnicas, apenas 2018 teve somente 20 pilotos competindo. Nos demais anos, ao menos uma substituição foi feita, inclusive em equipes como Red Bull e Mercedes.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP da Holanda, em Zandvoort, 13ª etapa da temporada 2023. No sábado e no domingo, classificação e corrida também contam com transmissão em SEGUNDA TELA, NA GPTV, EM PARCERIA COM A VOZ DO ESPORTE. No sábado, o dia começa com o TL3, às 6h30 (de Brasília, GMT-3), seguido pela classificação, às 10. No domingo, a largada também está marcada para as 10h.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!